Publicidade

Correio Braziliense

Festival de Gramado consagra filme 'Ferrugem'

Ferrugem foi o melhor longa nacional da competição e levou outros dois Kikitos. 'Benzinho' também foi lembrado pelo júri


postado em 26/08/2018 17:10

'Ferrugem' deve estrear esta semana em todo o país(foto: Internet/Reprodução)
'Ferrugem' deve estrear esta semana em todo o país (foto: Internet/Reprodução)

Previsto para estrear na próxima quinta-feira (30/8), o drama Ferrugem, de Aly Muritiba, foi o grande vencedor do Festival de cinema de Gramado deste ano. O longa levou três Kikitos: melhor filme nacional, melhor desenho de som e melhor roteiro (Aly Muritiba e Jessica Canda). 

Outro destaque da noite foi Benzinho, de  Gustavo Pizzi. O longa, que está em cartaz em Brasília, levou os prêmios de melhor filme segundo júri popular, melhor filme segundo a crítica, melhor atriz coadjuvante (Adriana Esteves) e melhor atriz ( Karine Telles). 

Um dos momentos mais emocionantes da noite foi quando Osmar Prado subiu ao palco para receber o Kikito de melhor ator, pela perfomance em 10 segundos para vencer. Em seu discurso, Osmar se emocionou dizendo que nunca havia ganho um prêmio assim em mais de 50 anos de carreira. Ele arrancou vaias e aplausos da plateia ao criticar a prisão do ex-presidente Lula.

O mesmo filme rendeu o Kikito de melhor ator coadjuvante para Ricardo Gelli. O melhor diretor foi  André Ristum, por A voz do silêncio.

Entre os curtas-metragens, o destaque foi a animação Guaxuma e entre os estrangeiros, o paraguaio Las herederas.

Confira os premiados do Festival de Gramado


Longas brasileiros

Melhor Desenho de Som: Alexandre Rogoski (Ferrugem)
Melhor Trilha Musical: Max De Castro e Wilson Simoninha (Simonal)
Melhor Direção de Arte: Yurika Yamazaki (Simonal)
Melhor Montagem: Gustavo Giani (A voz do silêncio)
Melhor Ator Coadjuvante: Ricardo Gelli (10 segundos para vencer)
Melhor Atriz Coadjuvante: Adriana Esteves (Benzinho)
Melhor Fotografia: Pablo Baião (Simonal)
Melhor Roteiro: Jessica Candal e Aly Muritiba (Ferrugem)
Melhor Ator: Osmar Prado (10 segundos para vencer)
Melhor Atriz: Karine Telles (Benzinho)
Menção Honrosa: A cidade dos piratas, de Otto Guerra
Melhor filme do Júri Popular: Benzinho
Melhor filme do Júri da Crítica: Benzinho
Melhor Direção: André Ristum (A voz do silêncio)
Melhor Filme: Ferrugem


Curta-metragem brasileiro

Melhor Desenho de Som: Fábio Carneiro Leão, por Aquarela
Melhor Trilha Musical: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor Direção de Arte: Pedro Franz e Rafael Coutinho, por Torre
Melhor Montagem: Thiago Kistenmacker, por Aquarela
Melhor Fotografia: Beto Martins, por Nova Iorque
Melhor Roteiro: Marco Antônio Pereira, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor Ator: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor Atriz: Maria Tugira Cardoso, por Catadora de Gente
Prêmio Especial do Júri: Estamos todos aqui, de Chico Santos e Rafael Mellim
Prêmio Canal Brasil de Curtas: Nova Iorque, de Leo Tabosa
Melhor Filme do Júri Popular: Torre, de Nádia Mangolini
Melhor Filme do Júri da Crítica: Torre, de Nádia Mangolini
Melhor Direção: Fábio Rodrigo, por Kairo
Melhor Filme: Guaxuma, de Nara Normande

Longas estrangeiros

Melhor Fotografia: Nelson Waisntein, por Averno
Melhor Roteiro: Marcelo Martinessi, por Las Herederas
Melhor Ator: Nestor Guzzini, por Mi Mundial
Melhor Atriz: Ana Brum, Margarita Irun e Ana Ivanova, por Las Herederas
Prêmio Especial do Júri: Averno, de Marcos Loayza
Melhor Filme do Júri Popular: Las Herederas, de Marcelo Martinessi
Melhor Filme do Júri da Crítica: Las Herederas, de Marcelo Martinessi
Melhor Direção: Marcelo Martinessi, por Las Herederas
Melhor Filme: Las Herederas, de Marcelo Martinessi

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade