Publicidade

Correio Braziliense

Nas ruas da Asa Norte, Paulinho da Viola faz show para 10 mil pessoas

No espetáculo, que teve a participação da filha Beatriz Rabello, o príncipe do samba, durante uma hora e meia, revisitou clássicos de sua obra


postado em 31/08/2018 00:07 / atualizado em 31/08/2018 12:08

Ver galeria . 6 Fotos Minervino Junior/CB/D.A Press
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press )
Ao se apresentar em Brasília pela primeira vez em um show de rua, Paulinho da Viola foi recebido com entusiasmo por um público em torno de 10 mil pessoas, na Noite Cultural T-Bone, na 312/313 Norte.
 
No espetáculo, que teve a participação da filha Beatriz Rabello, o príncipe do samba, durante uma hora e meia, revisitou clássicos de sua obra da importância de Amor à natureza, Coração leviano, Dança da solidão, Pecado capital e Recomeçar.
 
Mas o grande momento ficou por conta da interpretação de Foi um rio que passou em minha vida, samba que ele compôs para a Portela — escola de samba da qual é um dos expoentes — e que foi acompanhado por um coro de milhares de vozes.

Beatriz aproveitou sua vinda à cidade para mostrar músicas do Bloco do amor, seu disco de estreia, como Sonho de carnaval, de Chico Buarque, e Enredo do meu samba, parceira de dona Ivone Lara e Jorge Aragão. Uma banda de oito músicos acompanhou pai e filha.

Em vários momentos do show e em diversos pontos da quadra, ouviu-se o público gritar a expressão Lula livre.

Sérgio da Costa Ferreira, servidor público, 66 anos, assistia à apresentação de Paulinho próximo ao palco. Com ênfase, falou: "Paulinho é um dos últimos baluartes do samba. Não poderia perder esse show por nada. Foi um privilégio ouvi-lo tão de perto cantar sambas consagrados que ele compôs ao longo da carreira".

A podóloga Rosa Souza disse ser fã de Paulinho há muito tempo. "Me surpreendi quando soube que um dos maiores nomes do samba brasileiro iria cantar aqui na Noite Cultural T-Bone. Conheço a maioria das músicas que ele interpretou, até porque tenho um amigo que integra o grupo Samba do bonde, cujo repertório inclui várias canções de Paulinho", afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade