Publicidade

Correio Braziliense

Promotoria de LA não denunciará Kevin Spacey por abuso sexual

De acordo com promotores da Califórnia, o crime a que o ator foi acusado está prescrito. Mas há outras denúncias, inclusive na Inglaterra


postado em 05/09/2018 15:30

Ator foi amplamente denunciado por abuso sexual em Hollywood(foto: Nicholas Kamm/AFP)
Ator foi amplamente denunciado por abuso sexual em Hollywood (foto: Nicholas Kamm/AFP)

 

A promotoria de Los Angeles anunciou que não denunciará por abuso sexual os atores Kevin Spacey, Steven Seagal e Anthony Anderson, que eram investigados separadamente.

 

As acusações contra Spacey e Seagal prescreveram, enquanto no caso de Anderson, protagonista da série Black-ish, a vítima se negou a falar com as autoridades.

 

Spacey, que perdeu seu papel na série House of cards após múltiplas denúncias de abuso na explosão do escândalo do renomado produtor Harvey Weinstein, era acusado de assediar e abusar sexualmente de um colega em 1992.

 

"O crime está prescrito, portanto não se justifica uma análise da força e fraqueza da evidência e se rejeita o processo", indicou a promotoria.

 

O mesmo ocorreu com a estrela de filmes de ação Seagal, que foi acusado de ataque sexual contra uma colega de 18 anos em 1993. O ator negou as denúncias.

 

A acusação contra Anderson foi registrada nesta primavera. O envolvido negou.

 

Uma mulher havia dito às autoridades que foi atacada em um evento organizado pelo próprio ator, mas agora a vítima "negou ser interrogada pelo investigador".

 

Spacey e Seagal enfrentam acusações em outras investigações. Spacey é acusado por mais de uma dúzia de homens e jovens. Era investigado também em Londres.

 

Seu agente disse em novembro passado que o duas vezes vencedor do Oscar "estava tomando o tempo necessário para buscar avaliação e tratamento". 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade