Publicidade

Correio Braziliense

Mostra Sesc de Cinema anuncia os filmes selecionados da edição 2018

De 1.061 inscritos, 34 filmes (27 curtas e sete longas) foram escolhidos para compor a mostra nacional que vai percorrer o país. Três são do Distrito Federal


postado em 06/09/2018 09:00 / atualizado em 06/09/2018 10:30

O filme 'O Sol Nasceu Para Todos', do Distrito Federal, é um dos escolhidos para a mostra de cinema nacional(foto: 2ª Mostra Sesc de Cinema)
O filme 'O Sol Nasceu Para Todos', do Distrito Federal, é um dos escolhidos para a mostra de cinema nacional (foto: 2ª Mostra Sesc de Cinema)

 

O Sesc selecionou 34 filmes para compor a Mostra Sesc de Cinema 2018. Os 27 curtas e sete longas, escolhidos entre 1.061 filmes inscritos, serão exibidos em todo o país. Os selecionados receberão uma premiação em dinheiro, sendo R$ 13 mil para os curtas e R$ 26 mil para os longas. Além disso, as produções estarão concorrendo a prêmios nos quesitos Direção, Roteiro, Direção de Fotografia, Montagem, Direção de Atores, Som e Direção de arte. 

 

O evento será realizado em outubro, no Rio de Janeiro. Segundo Marco Fialho, a escolha do local têm relação com a expansão da cultura audiovisual na cidade maravilhosa. "Queríamos fazer no Sesc Rio, que está recomeçando um trabalho em relação ao audiovisual. Para fortalecer o audiovisual na cidade, por isso a escolha. Mas a mostra vai pra todo o Brasil logo após a premiação", conta o porta-voz oficial da mostra Sesc de Cinema.

 

Entretanto, a diversificação é um dos temas principais desta segunda edição da mostra de cinema. A descentralização das produções do eixo comercial, que se concentra no Sudeste, é uma das metas da organização. Quatro filmes são da região Norte, seis do Centro-Oeste, sete da região Nordeste, oito do Sul e nove do Sudeste do país. "A organização é um desafio. Envolve todos os estados brasileiros, além de muita responsabilidade e trabalho. Lidar com a democratização do acesso ao cinema no Brasil é importante", disse Marco Fialho.

 

"Todos os estados participaram. Cada estado teve uma curadoria que analisou as melhores produções. Depois, os filmes vão para uma curadoria regional, da qual saem os selecionados. Temos uma mostra que contempla as cinco regiões do país sem privilegiar nenhuma, para que os artistas que não fazem parte do grande círculo possam apresentar o seu trabalho", completa.

 

A mostra de cinema tem uma dimensão grande nacionalmente e uma variação de temáticas bem brasileiras. O porta-voz demonstrou surpresa com a quantidade inicial de inscrições e revelou ainda que o conteúdo é mais valorizado que a estética. "Esperava menos filmes e fiquei surpreso com as qualidades das gravações. É difícil encontrar um projeto com dimensão nacional, premiação e grande conteúdo cinematográfico. A temática é livre. Mas sempre tem temáticas mais recorrentes, como a identidade de gênero e a questão territorial. A questão da temática vem forte na avaliação", conta Fialho. 

 

Dentre os filmes selecionados, três são do Distrito Federal. O longa O Sol nasceu para todos, o curta Vesti La Giubba e o infanto-juvenil O menino leão e a menina coruja. Vale lembrar que o Sesc recebe a licença dos conteúdos para exibição dos filmes no Brasil. Durante 2 anos, as produções farão parte do acervo do Sesc. Confira todos os indicados por região abaixo e no site oficial da mostra de cinema.

 

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira 

 

NORTE 

A região Norte não selecionou filmes de longa-metragem

 

Curtas

 

Dom Kimura – (AM); A História de Zahy – (PA); Romana (TO); Metempsicose (AC)

 

NORDESTE

Longas

 

Aurora 1964 (PE); Lamparina da Aurora (MA)

 

Curtas

 

Galeria de Rua (PI); Fantasia de Índio (PE); Atrito (PB); Os Desejos de Miriam (AL)

 

Infanto-juvenil

 

Òrun Àiyé – a Criação do Mundo (BA)

 

CENTRO-OESTE

Longas

 

O Sol Nasceu Para Todos (DF)

 

Curtas

 

Aquele Disco da Gal (MT); Vesti La Giubba (DF); A Piscina de Caique (GO); O Elogio da Sombra (MS)

 

Infanto-juvenil

 

O Menino Leão e a Menina Coruja (DF)

 

SUDESTE

Longas

 

Baronesa (MG); Escolas em Luta (SP)

 

Curtas

 

A Gis (SP); Entremundo (SP); Labor (ES); Lençol de Inverno (MG)

 

Infanto-Juvenis

 

Médico de Monstros (SP); No caminho da escola (ES); Metamorfose (MG)

 

SUL

Longas

 

Leste-Oeste (PR); Desvios (RS)

 

Curtas

 

Flecha Dourada (SC); Mãe dos Monstros (RS); Cosme (RS); Secundas (RS)

 

Infanto-juvenil

 

Nham-nham, a criatura (SC); Garoto VHS (SC)

 

 

Ver galeria . 34 Fotos FILME: Òrun Àiyé - A Criação do Mundo/BA. Òrun Áiyé mostra a jornada de Oxalá para cumprir a sua missão, a criação do mundo. A animação será narrada pela figura do griot, representada através do historiador, Ubiratan Castro (1948-2013), carinhosamente chamado de Bira, que conduzirá a descoberta de sua neta, Luna , à memória viva que é o continente africano. Os deuses Orunmilá, Oduduwa, Exú e Nanã terão papel fundamental para o desfecho dessa história.2ª Mostra Sesc de Cinema
FILME: Òrun Àiyé - A Criação do Mundo/BA. Òrun Áiyé mostra a jornada de Oxalá para cumprir a sua missão, a criação do mundo. A animação será narrada pela figura do griot, representada através do historiador, Ubiratan Castro (1948-2013), carinhosamente chamado de Bira, que conduzirá a descoberta de sua neta, Luna , à memória viva que é o continente africano. Os deuses Orunmilá, Oduduwa, Exú e Nanã terão papel fundamental para o desfecho dessa história. (foto: 2ª Mostra Sesc de Cinema )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade