Publicidade

Correio Braziliense

'O grande circo místico' é o representante brasileiro pelo Oscar 2019

Filme de Cacá Diegues, já exibido em Cannes, tentará vaga entre os finalistas da lista de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2019


postado em 11/09/2018 13:24 / atualizado em 11/09/2018 15:30

O grande circo místico disputará vaga entre os finalistas do Oscar(foto: H20 Filmes/ Divulgação)
O grande circo místico disputará vaga entre os finalistas do Oscar (foto: H20 Filmes/ Divulgação)
 
O Brasil tenta mais uma indicação ao Oscar com O grande circo místico (exibido no Festival de Cannes e ainda, recentemente, no Festival de Gramado), de Cacá Diegues, cineasta que é o mais novo integrante da Academia Brasileira de Letras. Gerações de artistas circenses se entrecruzam na trama do filme de Diegues alinhado para passar à lista de quase 100 representantes iniciais de diversas nações pelo Oscar.

Estrelado por Vincent Cassel, Juliano Cazarré, Jesuíta Barbosa e Bruna Linzmeyer, o longa foi escolhido por comitê da Academia Brasileira de Cinema, que teve como participantes a atriz Bárbara Paz, a produtora Lucy Barreto e os diretores Flávio Tambellini e Jefferson De, além de mais cinco integrantes. Por enquanto, o Brasil já teve quatro tentativas de Oscar, desde 1962, com o filme O pagador de promessas, inaugural da lista verde-amarela pela disputa de melhor filme de língua estrangeira.
 
Em 2018, 22 produções competiam pela vaga de representante nacional. Há três anos, a animação O menino e o mundo, de Alê Abreu, também competiu pela estatueta dedicada a melhor filme de longa-metragem em animação. Reunidos na Cinemateca Brasileira (São Paulo), os integrantes do atual comitê escolheram o filme de Cacá, que, em meados de dezembro, pode estar na lista afunilada da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que elege os vencedores do Oscar. Outras participações (como finalista) do Brasil, vieram com O quatrilho (1995), O que é isso, companheiro? (1997) e Central do Brasil (1998). Em 2019, o anúncio do prêmio se dará em 24 de fevereiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade