Publicidade

Correio Braziliense

Viola Davis se arrepende de papel que lhe rendeu indicação ao Oscar

Atriz comentou que Histórias cruzadas não deu voz às mulheres negras


postado em 13/09/2018 14:43 / atualizado em 13/09/2018 15:17

 

Viola comentou sobre o arrependimento durante o Festival de Toronto(foto: GEOFF ROBINS)
Viola comentou sobre o arrependimento durante o Festival de Toronto (foto: GEOFF ROBINS)

A atriz Viola Davis revelou em entrevista ao jornal The New York Times que se arrependeu de seu papel no filme Histórias cruzadas, no qual foi indicada ao Oscar de melhor atriz em 2012.

Na trama, Viola deu vida a Aibileen, uma empregada doméstica negra que vive nos Estados Unidos em 1963, em meio a um período de forte segregação racial e preconceito no país.

"Já tive trabalhos dos quais me arrependi, e Histórias cruzadas está nessa lista. Mas não em termos de experiência e pessoas envolvidas, porque eles foram todos ótimos. As amizades que formei são daquelas que levarei para o resto da minha vida", contou a atriz.

Em seguida, prosseguiu: "Eu apenas senti que, ao fim do dia, não eram as vozes das empregadas que estavam sendo ouvidas. Eu conheço Aibileen. Eu conheço Minny, outra personagem. Elas eram minha avó. Elas eram a minha mãe."

"Eu sei que, se você faz um filme no qual a premissa é `quero saber como era trabalhar para pessoas brancas e cuidar de suas crianças em 1963´, eu quero saber como realmente era. E isso não está no filme", disse. A proposta da entrevista era que a atriz respondesse a perguntas de fãs. Viola conversou com o repórter durante o Festival Internacional do Filme de Toronto, onde está para promover seu novo longa, Widows. No filme dirigido por Steve McQueen (12 anos de escravidão), a atriz lidera um grupo de mulheres em um assalto para vingar as mortes de seus maridos

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade