Publicidade

Correio Braziliense

Leonardo DiCaprio faz 44 anos como um dos astros mais relevantes dos EUA

Confira 12 filmes para assistir no aniversário de Leonardo DiCaprio


postado em 11/11/2018 07:00 / atualizado em 09/11/2018 19:05

O astro com o primeiro Oscar em 2016 por 'O regresso'(foto: ADRIAN SANCHEZ-GONZALEZ/AFP)
O astro com o primeiro Oscar em 2016 por 'O regresso' (foto: ADRIAN SANCHEZ-GONZALEZ/AFP)
 

Leonardo DiCaprio completa 44 anos com mais de 30 filmes no currículo, além de cinco indicações ao Oscar, uma estatueta da Academia, uma nomeação da ONU e dezenas de memes. Durante a carreira, o astro trabalhou ao lado de cineastas de porte, como Martin Scorsese, James Cameron, Woody Allen, Clint Eastwood, Clint Eastwood, Steven Spielberg e Quentin Tarantino. Apesar da notável trajetória e das indicações que recebeu ao longo dos anos, ele demorou a conquistar o primeiro Oscar. A longa espera pelo prêmio de melhor ator comoveu a internet e fez de diCaprio um meme por vários anos até a redenção, que só ocorreu em 2016. 

 

Paralelamente ao cinema, o astro se envolveu em diversos projetos filantrópicos e é referência em Hollywood no combate às alterações climáticas. Para alguns, o auge de sua carreira continua sendo o namoro com a supermodelo brasileira Gisele Bündchen entre 1999 e 2005.

 

 

Jovem talento

 

Leonardo diCaprio começou a carreira ainda na adolescência, aos 15 anos. Antes de ser um dos nomes mais lembrados de Hollywood, ele apareceu em seriados americanos em papéis ofuscados. Não demorou a ganhar destaque a cada produção até, em 1993, estrelar O despertar de um homem ao lado de Robert DeNiro. Ele foi escolhido por DeNiro em meio a 400 outros candidatos para interpretar o escritor Tobias Wolff na cinebiografia.

 

No mesmo ano, ele entrou para o elenco de Gilbert Grape - Aprendiz de sonhador. No longa que lhe rendeu a primeira indicação ao Oscar (como coadjuvante) aos 19 anos, o jovem DiCaprio interpreta Arnie, um garoto com problema mental que se metia em confusões e que precisava ser constantemente salvo pelo irmão Gilbert Grape, interpretado por Johnny Depp.

 

Em 1996, foi escalado como protagonista de Romeu e Julieta, adaptação da mais famosa obra de William Shakespeare. Ele fez par romântico com Claire Danes na versão contemporânea para as telas dirigida por Baz Luhrmann — com quem anos depois voltaria a trabalhar na adaptação de outra grande obra, O grande Gatsby (2013). 

 

Depois de Titanic (1998), DiCaprio, que a essa altura já tinha grande fama, foi catapultado para a ponta do estrelato. Tornou-se um nome e um rosto reconhecido em todo mundo graças ao enorme sucesso do longa de Cameron. O filme bateu recordes em diversos âmbitos e até hoje é o filme com maior número de estatuetas do Oscar, empatado com Ben-Hur (1954) e O Senhor dos anéis - O retorno do rei (2003). 

 

A partir de então, embarcou em grandes produções, entre elas, Prenda-me se for capaz (Steven Spielberg, 2003), Diamante de sangue (Edward Zwick, 2007) — que lhe rendeu indicação ao Oscar, A origem (Christopher Nolan, 2010) e Django livre (2012, Quentin Tarantino). Em 2008, voltou a formar casal com Kate Winslet, com quem trabalhou em Titanic, em Foi apenas um sonho, de Sam Mendes (Beleza Americana, 1999). 

 

DiCaprio tornou-se protagonista habitual de Martin Scorsese em filmes multipremiados como Gangues de Nova York (2002), O aviador (2004) — pelo qual foi indicado ao Oscar —, Os infiltrados (2006) e O lobo de Wall Street (2014) — mais uma indicação.

 

As nomeações ao Oscar que nunca vingavam não passaram despercebidas por internautas. A suposta busca do ator pela estatueta gerou inúmeros memes, em que ele aparecia triste a cada “derrota” ou tentava roubar o prêmio de alguém. A piada acabou quando em 2016 ele finalmente conquistou o prêmio de melhor ator pelo papel no drama O regresso (Alejandro González Iñárritu). 

 

Os próximos trabalhos de DiCaprio como ator previstos são Once upon a time in Hollywood (Quentin Tarantino), para 2019, e Killers Of the flower moon (Martin Scorsese), para 2020.

 

Leonardo Dicarpio foi alvo de meme por vários anos(foto: Reprodução/Twitter)
Leonardo Dicarpio foi alvo de meme por vários anos (foto: Reprodução/Twitter)
 

 

Causas ambientais

 

Notável defensor do meio ambiente, Leonardo DiCaprio chegou a ser nomeado representante das causas climáticas pela ONU. Ainda em 1998, o ator fundou a própria fundação em defesa do meio ambiente dedicado a preservar áreas selvagens em risco. Também assumiu de grupos voltados a causas ambientais, como Natural Reources Defense Council, Global Green USA e International Fund for Animal Welfare. No documentário que produziu em 2007

 

O ator produziu o documentário A última hora em 2007. O filme contou com a participação de várias personalidades que discutem a deterioração de ecossistemas e medidas de revitalização da natureza. Em 2016, o ator discursou no Fórum Económico Mundial de Davos contra a exploração desmedida de petróleo.

 

Comemore com DiCaprio assistindo a 12 grandes filmes do ator selecionados pelo serviço de streaming Looke:

 

 

Titanic – Um artista pobre e uma jovem rica se conhecem e se apaixonam na fatídica jornada do Titanic, em 1912.

 

Django livre – Django é um escravo libertado que, com a ajuda de um caçador de recompensas alemão, busca sua esposa perdida.

 

Os infiltrados – A polícia e a máfia travam uma verdadeira guerra em Boston.

 

A origem – Utilizando do subconsciente, Dom Cobb e sua equipe entram em um novo universo do crime, o universo dos sonhos.

 

Ilha do medo – O desaparecimento de um paciente em um hospital psiquiátrico faz com que o oficial Teddy viva um pesadelo.

 

Prenda-me se for capaz – Baseado em uma história real, mostra a vida do agente do FBI Carl Hanratty na caça do falsário Frank Abagnale Jr. 


Diário de um adolescente – Em Nova York, um jovem e promissor jogador de basquete se afunda no submundo das drogas.


O aviador – A jornada de Howard Hughes, um industrial esperto, produtor de filmes glamoroso e empreendedor americano irrefreável.

 

Diamante de sangue – Apesar de terem nascido no mesmo continente, a África, um mercenário e um pescador têm vidas completamente diferentes.

 

O grande Gatsby – Adaptação da obra de F. Scott Fitzgerald, onde Nick Carraway é atraído para o mundo luxuoso de seu vizinho, Jay Gatsby.


J. Edgar – O longa explora a figura de um dos homens mais enigmáticos do século XX: John Edgar Hoover.


Rede de mentiras – Dois agentes do serviço secreto americano precisam trabalhar juntos numa missão em um dos locais mais perigosos do planeta.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade