Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 95 anos, Stan Lee, criador da Marvel

A informação foi divulgada e confirmada pelo site TMZ


postado em 12/11/2018 17:07 / atualizado em 12/11/2018 20:18

Stan Lee ajudou a criar inúmeros personagens, como o Quarteto Fantástico e os Vingadores(foto: Behrouz Mehri/AFP)
Stan Lee ajudou a criar inúmeros personagens, como o Quarteto Fantástico e os Vingadores (foto: Behrouz Mehri/AFP)

 

Stan Lee, cocriador da Marvel e um dos maiores nomes mundiais dos quadrinhos, morreu nesta segunda-feira (12/11), aos 95 anos, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela filha do produtor em entrevista ao TMZ. Segundo declaração, Lee foi encaminhado ao Cedars-Sinai Medical Center pela manhã, onde morreu.

 

Lee passou por uma série de complicações de saúde causadas por uma pneumonia neste último ano, depois da morte da esposa em julho de 2017. O motivo da morte ainda não foi divulgado. 

 

O produtor, diretor, escritor e ator ficou mundialmente conhecido pelas aparições especiais nos filmes do Universo Marvel. Nascido em Nova York, em dezembro de 1922, ele criou personagens como Homem de Ferro, Thor, Hulk, Homem-Aranha, Demolidor e os X-Men.

 

Stan Lee deixa uma filha, Joan Celia Lee, de 68 anos.  

 

Ver galeria . 13 Fotos Reprodução/Twitter
(foto: Reprodução/Twitter )
 

Repercussão:

A morte de Stan Lee não passou em branco pela classe artística brasileira e mundial. Nomes de peso foram as redes sociais lamentar a morte do ícone dos quadrinhos.

 

O multimilionário, dono da empresa de carros Tesla, o norte-americano Elon Musk foi ao Twitter comentar a morte de Lee: “Descanse em paz, Stan Lee. As muitas palavras de imiganição e prazer que você criou para a humanidade vão viver para sempre”.

 

 

O youtuber e apresentador brasileiro, PC Siqueira foi ao Instagram para realizar uma pequena homenagem a Lee: “O Stan Lee foi o maior herói da minha infância. A maior inspiração que me levou a querer (e) trabalhar com histórias em quadrinho. Tá aí um cara que cumpriu seu papel na humanidade: criou heróis, inspirou artistas e fez o que amava ate seus últimos dias. Excelcior!”.

 

 

 

Outro youtuber que também comentou a morte de Lee foi Felipe Castanhari. O paulista escreveu: “Stan Lee criou inúmeros heróis que viverão para sempre nos quadrinhos, desenhos e cinema, mas agora é hora de Stan Lee se juntar a sua obra para ser imortalizado como uma das maiores mentes criativa da história de nosso entretenimento. Descanse em paz”.

 

 

 

Gene Simmons, um dos fundadores da banda Kiss, também foi ao Twitter lembrar Lee. “Obrigado pela sua imaginação. (Você) foi uma grande mente”, escreveu o músico.

 

 

 

O humorista Felipe Neto também comentou a morte de Lee lembrando que a obra do cartunista será imortalizada: “É muito, muito, muito triste a notícia da morte de Stan Lee. Porém, fico muito feliz em saber q ele viveu o suficiente para ver suas obras tornado-se amadas pelo mundo inteiro, em todas as idades. Obrigado por tudo, Stan Lee! Um dos maiores gênios da história do entretenimento”.

 

 

 

Bob Iger, atual CEO da Disney, lembrou o poder da imaginação de Stan Lee ao comentar a morte do cartunista ao portal norte-americano The Hollywood Reporter: “Ele era um super-herói na sua forma para os fãs da Marvel em todo o mundo. Stan tinha o poder de inspirar, de entreter e de conectar. A escala de sua imaginação só era superada pelo tamanho de seu coração”.

 

 

O ator Chris Evans foi ao Twitter falar sobre a morte de Lee. O intérprete do Capitão América celebrou a marca do cartunista: “Nunca haverá outro Stan Lee. Por décadas ele providenciou aventura, escapismo, conforto, confiança, inspiração, força, amizade e alegria para fãs mais velhos e mais jovens. Ele espalhou amor e gentileza e deixará sua marca por muitos e muitos anos. Excelsior!”

 

 

 

Outro ator que trabalhou na obra de Lee, Ryan Reynolds, interprete do personagem Deadpool, agradeceu ao trabalho do cartunista: “Caramba. Descanse em paz, Stan. Obrigado por tudo”.

 

 

A atriz Kat Dennings, que trabalhou nos filmes do Thor, foi outras que lembrou Lee no Twitter: “Stan Lee. Um homem educado e um gênio. Foi uma honra ser uma pequena parte desse universo. Descanse em paz”.

 

 

 

Karl Urban, outro ator que viveu o universo de Lee em Thor foi ao Instagram homenagear o cartunista: “Lenda. Eu me senti abençoado por telo, você sabe. Você fez esse lugar um lugar melhor e trouxe alegria a todos que conheceu. Descanse em paz”.

 

 

Mesmo sendo “concorrentes”, a própria DC Comics prestou homenagens a Lee, comentando sobre o entusiasmo do trabalho do cartunista: “Ele mudou a forma que vemos os heróis, e as HQs modernas não serão a mesma após sua marca. O seu contagiante entusiasmo lembrou a todos nós porque nos apaixonamos por essas histórias, em primeiro lugar. Excelsior, Stan”

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade