Publicidade

Correio Braziliense

Saiba como é Ovo, espetáculo que o Cirque du Soleil faz em abril na cidade

Ingressos para Ovo começam a ser vendidos para o público em dezembro


postado em 19/11/2018 06:45 / atualizado em 19/11/2018 09:50

Ovo foi criado em 2009, para comemorar os 25 anos da companhia canadense(foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)
Ovo foi criado em 2009, para comemorar os 25 anos da companhia canadense (foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)


A famosa companhia de entretenimento canadense Cirque du Soleil anunciou que estará de volta à capital federal com um novo espetáculo. Trata-se de Ovo, uma criação inovadora com ideais que diferem das outras apresentações já realizadas pelo grupo de profissionais em terras brasileiras.

Criado em 2009, para comemorar os 25 anos da companhia canadense, o espetáculo é o quinto a desembarcar em Brasília, desta vez, no Ginásio Nilson Nelson, entre os dias 5 e 13 de abril de 2019. A venda para o público geral ainda não foi liberada. Nicolas Chabot, assessor de imprensa do Cirque, afirma que é sempre bom trazer as atrações para o país tropical. “Nós percebemos que os fãs brasileiros se empolgam muito com os espetáculos do Cirque du Soleil, então é importante continuar fazendo shows para manter essa vontade do público de assistir”.
 
O espetáculo será dirigido por Deborah Colker(foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)
O espetáculo será dirigido por Deborah Colker (foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)
 

Pela primeira vez, o espetáculo recebe a direção de uma figura feminina. Débora Colker, coreógrafa carioca, é a responsável por assinar o show. Para coordenar o recheado elenco com mais de 50 artistas de 14 países diferentes, foram necessários três anos de ensaio e muita perseverança.

“Quando comecei, me deram 53 pessoas em cena. Foi a primeira vez que trabalhei com tanta gente. Disseram que eu teria quantos bailarinos quisesse. Mas eu queria acrobatas, contorcionistas, realizar um verdadeiro espetáculo de circo. Minha ideia era levar minha marca, minha maneira de falar com movimentos para a linguagem de circo.”

Desde então, o espetáculo ganhou nova forma. Com a implantação de uma filosofia modificada e características de excelência do Cirque du Soleil, os resultados começaram a aparecer. Débora Colker, Gringo Cardia e Berna Ceppas, três brasileiros, lideraram o projeto e fizeram com que o patrimônio cultural da nação brasileira fosse a grande estrela do show.

O espetáculo Ovo vem com uma nova roupagem. A aposta é literalmente no Brasil. O enredo que conduz o circo é formado por características predominantes do brasileiro. Com alegria, espontaneidade e maior liberdade para os artistas, Ovo busca relacionar o mundo ficcional dos insetos com a cultura brasileira.

“Nesse show, o que a gente traz de inovação é que a gente traz um pouco dos ritmos e das visualidades do Brasil. O Cirque sempre teve essa coisa internacional, mas nesse em especial, como os três criadores são brasileiros, trouxemos um pouco dessa cultura nossa pro mundo dos insetos que a gente criou”, diz Gringo Cardia, responsável pelo design de cenário e adereços.

O espetáculo

O enredo se desenvolve a partir da chegada de um ovo misterioso no mundo dos insetos. Tal novidade desperta a curiosidade e também a dúvida de todos da sociedade por acompanhar o processo evolucional da vida. Cercado de desconfiança e medo, o inseto nasce e logo se apaixona por uma joaninha, que guia os passos do novo estrangeiro dentro da colônia.

O ovo traz um novo mundo lúdico dos insetos, que é apresentado durante a infância de um ser humano e acaba sendo deixado de lado com o passar dos anos. Apoiados na crença de produzir um espetáculo para todas as faixas etárias, a companhia de entretenimento focou na parte social, com o respeito às diferenças e aceitação do próximo.

Flashback

As outras apresentações realizadas por aqui traziam um viés mais tradicional do circo e fizeram sucesso com o público brasiliense. A primeira visitação da trupe canadense aconteceu em 2007, com o espetáculo Alegria, uma das mais populares criações da companhia. O enredo se desenvolve a partir de um reino distante que entrou em profunda decadência por não ter um rei. Logo, a luta é pelo poder e pela chance de se tornar o novo monarca.

Dois anos depois, em 2009, a apresentação teatral, artística e musical retornou a Brasília com Quidam, que significa anônimo, solitário, em latim. A peça fala sobre uma jovem consumida pela raiva e que acreditava já ter aproveitado tudo que o mundo tem para oferecer. Tais sentimentos a levaram para o mundo de Quidam. A qualidade reconhecida dos espetáculos ficou maior com a presença de novos elementos tecnológicos, que tornaram os shows mais mágicos.

Em 2012, a cidade recebeu o espetáculo Varekai, que significa “onde quer que seja” em língua cigana. A mostra movimentou a cidade e tinha o roteiro voltado para a história pessoal do jovem grego Ícaro, personagem mitológico, confirmando as características clássicas que permeiam os shows do Cirque.

Já no ano de 2013, a cidade recebeu o espetáculo Corteo, que significa cortejo em italiano. O espetáculo que contava a história do funeral do palhaço Mauro era muito aguardado em Brasília e fez bastante sucesso.

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira   
 
 
(foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)
(foto: Romeo Gacad/AFP - 12/9/12)

Vendas

As datas de vendas e os preços já foram divulgados. Confira abaixo:

Cirque du Soleil apresenta o espetáculo Ovo de 5 a 13 de abril de 2019, no Ginásio Nilson Nelson. Terça e quarta-feira, às 21h; Quinta e sexta-feira, às 17h e às 21h; Sábado, às 17h e às 21h, sendo que em algumas datas acontecerá às 14h e às 18h; Domingo, às 16h e às 20h.

O espetáculo tem duração de duas horas, com 20 minutos de intervalo. A classificação indicativa é livre, mas menores de 12 anos de idade devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Setor 3: R$ 130 (meia-entrada) e R$ 260 (inteira)
Setor 2: R$ 160 (meia-entrada) e R$ 320 (inteira)
Setor 1: R$ 220 (meia-entrada) e R$ 440 (inteira)
Premium*: R$ 275 (meia-entrada) e R$ 550 (inteira)

*Por mais R$ 350, o serviço Tapis Rouge by Bradesco pode ser contratado. Conta com credencial especial, lounge para fumantes, estacionamento VIP, cardápio especial, ambiente decorado, banheiros privativos e brindes.

Pré-venda para clientes Bradesco

Belo Horizonte: entre 06/11 e 27/11
Rio de Janeiro: entre 07/11 e 28/11
Brasília: entre 08/11 e 29/11
São Paulo: entre 09/11 e 30/11

Pré-venda para membros Cirque Club

Belo Horizonte: 28/11
Rio de Janeiro: entre 29/11 e 30/11
Brasília: 30/11
São Paulo: entre 01/12 e 02/12

Venda para o público geral

Belo Horizonte: a partir do dia 29/11
Rio de Janeiro: a partir do dia 01/12
Brasília: a partir do dia 01/12
São Paulo: a partir do dia 03/12

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade