Publicidade

Correio Braziliense

Banda Bregas e Rosas toca com vocalista do Mombojó

Felipe S. vocalistas da banda pernambucana, vai dividir os vocais na hora da sofrência


postado em 06/12/2018 06:30 / atualizado em 06/12/2018 10:46

A banda Bregas e Rosas anima a noite de sábado no Outro Calaf: colagem inventiva de canções populares (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
A banda Bregas e Rosas anima a noite de sábado no Outro Calaf: colagem inventiva de canções populares (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Nem sempre as músicas bregas são pura sofrência. Exemplo disso é o trabalho que o grupo Brega e Rosas vem fazendo nas festas de Brasília. Misturando os clássicos da música brasileira com rock e pop, a banda promete levar alegria aos corações sofridos e desinibir até os mais tímidos.

Neste sábado, a banda estará de volta aos palcos do Outro Calaf para mais uma edição do Baile sem vergonha. E, desta vez, o Brega e Rosas vai dividir o palco com o artista Felipe S., vocalista da banda pernambucana Mombojó e figura de garbo e elegância da Del Rey, grupo formado para homenagear as obras de Roberto e Erasmo Carlos.

“Quando eles me mandaram o repertório, eu já fiquei rindo em casa”, conta Felipe S. ao Correio. O cantor, que desembarcou em Brasília nesta terça-feira para iniciar os ensaios com a banda, está animado para tocar clássicos da música e citou a preferida do repertório: Me usa, da Banda Magníficos.

O convite para a participação de Felipe S. não surgiu por acaso. O grupo, que se inspirou nos trabalhos do músico, está mais animado que nunca. “A banda começou porque o Igor Silveira (tecladista do grupo) viu o show do Del Rey, e disse que queria fazer algo parecido. Então, a gente se sente muito honrado, porque as duas bandas influenciaram muita gente, foi um grande empurrão para que começasse o Brega e Rosas”, revela o vocalista Fernando Cabral.

Segundo Felipe S.,a Brega e Rosas tem um estilo muito original e consegue inserir citações de outras músicas de maneira inventiva. Cria identidade nova e bacana. “É o grande lance da banda, eles transformaram as músicas mais tristes em aceleradas, é uma coisa muito envolvente”, elogia o vocalista do Mombojó.“Pela primeira vez eu estou vindo como convidado, sem a Mombojó. É um reconhecimento muito massa! Fiquei bem feliz com a iniciativa e com o pessoal”, completa Felipe.

O repertório do show reúne a clássica Evidências, de Chitãozinho e Xororó, que conquistou o coração dos brasileiros, além do axé de Haja amor, do baiano Luiz Caldas. E, claro, a homenagem ao Rei do Brega, Reginaldo Rossi, não poderia faltar. Então, prepare-se (ou não) para segurar o choro ao ouvir Garçom.

A formação atual do Brega e Rosas é composta por Fernando Cabral, no vocal e na guitarra, Vitor de Moraes no baixo, João Paulo Castro na bateria, Igor Silveira no teclado, Bernardo Miranda no baixo e Marcos Rangel na guitarra. E para compor o ambiente da ‘’breguice’’, o ex-integrante da banda e ator Ricardo Pipo ficará por conta das projeções da festa.

E para abrir os trabalhos da noite, a festa contará com a apresentação do trio Charretinha do Forró, que comandará o arrasta-pé para os fãs do ritmo.  Então, separe a melhor camisa florida, lustre os sapatos e afine o gogó para  cantar e bailar sem nenhuma vergonha.


Baile sem vergonha
Com Brega e Rosas e Felipe S.Sábado, à partir das 21h, no Outro Calaf. Ingressos à R$ 20, até às 23h e R$ 30, após às 23h. Vendas antecipadas no endereço https://www.sympla.com.br/brega—rosas-convida-felipe-s-mombojo-e-del-rey__413893

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade