Publicidade

Correio Braziliense

Espiritualidade e ficção científica são temas de dois festivais de cinema

Dois festivais de cinema estabelecem um diálogo de visões díspares


postado em 12/12/2018 07:10 / atualizado em 12/12/2018 12:51

(foto: André Luiz de Oliveira/Divulgação)
(foto: André Luiz de Oliveira/Divulgação)

Duas forças dicotômicas se alternam como temas na programação da cidade. Espiritualidade e ciência são motes de mostras cinematográficas prestes a estrear. Começa amanhã, no Cine Brasília, o 7º Festival Internacional de Curta-Metragem - Curta Brasília, em que a ficção científica está em foco. Depois, a partir da próxima terça, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), a espiritualidade dialoga com assuntos tangenciais no 5º Festival Internacional Cinema e Transcendência.

Entre outros fatores comuns aos dois festivais, está o reconhecimento do cinema como linguagem transformadora e conscientizadora, com seleções que prezam por obras capazes de promover reflexão e mudanças.

Produção à frente


O Curta Brasília tem como tema Afinal, o que é real, uma provocação bastante explorada no cinema, sobretudo nas ficções científicas, que abrangem questões existenciais, a transformação das interações humanas em função de novas tecnologias e a veracidade das informações difundidas, cada vez mais postas em dúvida.

“O contexto em que vivemos pede esse tema. Tratamos da noção de que construimos nossas realidades. E o cinema faz parte desse imaginário. A gente sabe do impacto nas próprias ações, nas reflexões sobre a sociedade”, comenta Ana Arruda, diretora do festival.

Ela diz que um dos potenciais do cinema que o festival quer explorar é a capacidade “premonitória, antecipando muitos anos antes formas de comunicação e de como estaríamos enquanto sociedade”. Para isso, títulos de ficção científica e distopias se juntam às mostras internacionais: Espanha em curtas, Mostra calanguinho, Mostra à francesa e Holanda em curtas. “Esse olhar para o futuro é uma tentativa de mapear as possibilidades do que está por vir. É uma forma de saber como agir no presente”, explica.

A diretora destaca a cenografia, que contará com roupagem retrofuturista. Além disso, uma instalação simula, por meio de realidade virtual, um túnel no tempo que “viaja” por dimensões de Brasília e Amsterdam.  Debates, filmes locais e nacionais, mostras de vídeoclipes, de cinema para surdos e para crianças completam a programação.
 

Fora da caixinha 

 
O Festival Internacional Cinema e Transcendência, sob curadoria do músico e pesquisador André Luiz Oliveira e da diretora e produtora Carina Bini, volta para uma edição com uma seleção de títulos que procuram sair do convencional, tratan. “O cinema transcendência prioriza um olhar que transcenda nosso cotidiano, ou que transcenda nossa percepção habitual do cotidiano, sem abrir mão da estética”, diz André Luiz.

A transcendência também é interpretada por um lado espiritual no festival. “A religiosidade é inerente ao ser humano, a questão da espiritualidade está presente, então nossa intenção é trazer um pouco da religiosidade, sobretudo das matrizes que têm a ver com nossa existência no Brasil, que são as religiões afrobrasileiras. Mas a religião é secundária. O importante é manter essa questão da espiritualidade acesa, viva”, continua o cineasta.

Um dos critérios levados em consideração pelos curadores é  que “os diretores estejam buscando uma forma de se comunicar dentro de sua própria visão de mundo, que não se prenda a uma forma de ver o mundo, que desconstrua essa modelagem da realidade a que somos submetidos”

Um dos destaques é um filme Lucky, que marca a estreia na direção de John Carroll Lynch, filho do cineasta que André Luiz considera o “mais desconcertante do planeta”, David Lynch. Ao todo, são 27 filmes de várias nacionalidades, entre longas e curta-metragens. 


Programação - Curta Brasília


13 de dezembro
» 19h30: Abertura
» 20h: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 1
» 22h: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 2

14 de dezembro
» 15h: AudioCine
» 17h: Colômbia em Curtas – Especial Bogoshorts
» 19h: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 3
» 21h30: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 4

15 de dezembro
» 10h: Surdocine
» 15h: Tesourinha
» 17h: Espanha em Curtas
» 19h: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 5
» 21h30: Mostra Nacional de Curtas-metragens – Programa 6
» 23h30: Decibéis

16 de dezembro
» 10h30: Calanguinho
» 15h: À Francesa
» 17h: Holanda em Curtas
» 19h: Provocações
» 22h: Cerimônia de premiação
 


 

Programação - Festival Internacional Cinema e Transcendência

 
TERÇA, 18/12
» 19h30 – Show de abertura - “Flauta Sagrada”, com Edwin Sota
» 20h30 – Monstro (3:20min) + Burkina Faso: A Arte da Resistência (72min)
» 17h – Humanidade (1h47)
» 19h30 – Imaginários Urbanos (25min) Orin - Música para Orixás (74min)

QUINTA, 20/12
» 17h – Mente Raqueada (8min) Maputinkuy, encontro com a Terra (82min)
» 19h30 – Identidade (4min) Semeie Pessoas (97min)

SEXTA, 21/12
» 17h30 – Abaixo a Gravidade (1h49)
» 19h30 - Debate sobre “Contracultura e Espiritualidade”, com a presença do diretor, Edgard Navarro, e do curador André Luiz Oliveira

SÁBADO, 22/12
» 16h - ECM (15min) Mantra - dos sons ao silêncio (85min)
» 18h30 – Show “Mensagem de Fernando Pessoa”
» 19h30 – Trishna (12min) Mito e Música – A Mensagem de Fernando Pessoa (92min)

DOMINGO, 23/12
» 16h - Monstro (3:20min) Burkina Faso: A Arte da Resistência (72 min)                                                 
» 18h – Lucky (128min)

QUARTA, 26/12
» 17h – Dua2Litet (5min) Hare Krishna – O Mantra, o movimento e o swami que iniciou tudo (90min)
» 19h30 - ECM (15min) Mantra - dos sons ao silêncio (85min)

QUINTA, 27/12
» 17h – Hermógenes – Professor e Poeta do Yoga (54min) Passos sem Pés (45min)
» 19h30 – Invencível (18min) UMA – Luz do Himalaia (90min)

SEXTA, 28/12
» 17h – Sandgirl (84min) – sessão com acessibilidade
» 19h30 – Lá em cima, faz frio (4min) A cabeça e a Mão (23min) Canção de Deus (60min)

SÁBADO, 29/12
» 16h – Humanidade (1h47)
» 19h – Felicidade (129min)

DOMINGO, 30/12
» 16h – Imaginários Urbanos (25min) Orin – Música para Orixás (74min)
» 18h30 - Trishna (12min) Mito e Música – A Mensagem de Fernando Pessoa (92min)

QUARTA, 02/1
» 17h- Mente Raqueada (8min) Maputinkuy, encontro com a Terra (82min)
» 19h30 - Abaixo a Gravidade (1h49)

QUINTA, 03/1
» 17h - Sandgirl (84min) – sessão com acessibilidade
» 19h30 – Identidade (4min) Semeie Pessoas (97min)

SEXTA, 04/1
» 17h – Invencível (18min) UMA – Luz do Himalaia (90min)
» 19h30 – 19h30 – Lá em cima, faz frio (4min) Hermógenes – Professor e Poeta do Yoga (54min) Canção de Deus (60min) 

SÁBADO, 05/1
» 15h – Câmeras Roubadas (17min) Invencível (18min) Passos sem Pés (45min)
» 17h – Vivência: O Sagrado e a fotografia (Projeção de fotos e conversa com João Paulo Barbosa)
» 19h – Monstro (3:20min) Burkina Faso: A Arte da Resistência (72 min)                                                  

DOMINGO, 06/1
» 16h – A Cabeça e a Mão (23min) Hare Krishna – O Mantra, o movimento e o swami que iniciou tudo (90min)
» 18h – Felicidade (129min) 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade