Publicidade

Correio Braziliense

Quadrinistas lançam HQs inéditas no Cosmo Criativo

Tiago Palma, Max Andrade e Eduardo Calazans saíram direto da CCXP para o evento na capital


postado em 20/12/2018 07:00 / atualizado em 20/12/2018 17:19

Os trabalhos tiveram lançamento oficial na CCXP deste ano(foto: Divulgação/Assessoria Bruna Alves)
Os trabalhos tiveram lançamento oficial na CCXP deste ano (foto: Divulgação/Assessoria Bruna Alves)


Esta sexta-feira (21) será de muitas novidades para os fãs de HQ. O trio Tiago Palma, Max Andrade e Eduardo Calazans lança trabalhos inéditos no Cosmos Criativo (714 Norte), a partir das 15h. Os três acabaram estiveram na CCXP e agora vão levar as novidades ao público em geral.

O carioca Eduardo Calazans mora em Brasília há mais de 20 anos e apresentará a obra Robin, uma releitura do clássico Robin Hood. O mineiro Max Andrade está desde 2008 na cidade e mostrará ilustração no HQ Tools challange.

Já Tiago Palma lançará duas obras na ocasião, com desenhos no livro Delirium Tremens e no 5º volume de Imaginários.  “Os dois trabalhos são duas coletâneas, fazem parte de uma produtora independente de quadrinhos. A Imaginários tá fechando a série com uma coletânea de seis historias feitas por desenhistas diferentes que abordam o gênero de terror. A minha história é a Cidade cadáver e ela é, na verdade, um desdobramento de um curta chamado A mão. A história trata basicamente do o terceiro olho humano e o fato de que a sociedade pode julgar as pessoas só pela aparência. O Delirium tem influências de Allan Poe e trata muito desse lado negro dos seres humanos, a que eu desenhei é a Butim, que envolve um assassinato e tramas familiares, tudo a partir do ponto de vista do morto”, conta Tiago ao Correio.
 
Tiago apresentará trabalhos em dois livros(foto: Divulgação/Assessoria Bruna Alves)
Tiago apresentará trabalhos em dois livros (foto: Divulgação/Assessoria Bruna Alves)


O quadrinista também comenta sobre os trabalhos dos colegas, que fazem parte de uma importante cena independente de HQs: “Max é um quadrinista de mangá, e o trabalho dele é muito curioso porque é a maior série de mangá brasileira lançada atá hoje, com mais de 500 páginas, se eu não me engano, e ele tem desbravado bastante esse mercado no Brasil. O Eduardo Calazans apresenta um Robin Hood do futuro em um universo cyberpunk e faz parte de uma cena independente de Brasília muito legal e com muita qualidade. São duas pessoas que têm uma atuação muito ativa no mundo dos quadrinhos”.

Da CCXP para Brasília

Sobre a primeira participação profissional na CCXP, Tiago comenta que a experiência foi só alegria, e que marca um importante parâmetro sobre a nova perspectiva do mercado de HQ no Brasil. “Foi bem legal, e é um espaço pelo qual eu sempre tive muito carinho, porque tem todo esse lado das oficinas, dos painéis mais técnicos, que são as de fato que me interessam e foi muito legal dessa vez está la com um lançamento meu circulando por mesas, e você via a disponibilidade das pessoas de ver coisas novas e isso é muito massa, especial porque a CCXP coloca o art telling no meio da convenção, com um foco nos artistas de quadrinhos. É uma verdadeira convenção dos artistas”.

Para o lançamento desta sexta-feira, o quadrinista adianta que a expectativa é a melhor possível, e que o público terá uma chance única de achar um presente de Natal original e cheio de personalidade: “A gente está trabalhando bastante para fazer esse lançamento, temos um público cativo e acho que teremos um engajamento legal da galera. Podem vir e curtir uma sexta-feira com lazer e levar um quadrinhos de presente de Natal, que é uma campanha que estamos aderindo para valorizar o mercado local e independente”.
 
*Estagiário sob supervisão de Nahima Maciel 

Serviço

Lançamento de Tiago Palma, Max Andrade e Eduardo Calazans
Cosmo Criativo (714 Norte)
Nesta sexta-feira (21), às 15h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade