Publicidade

Correio Braziliense

Bell Marques faz show para celebrar o Natal

Ex-vocalista do Chiclete traz para o show velhas canções e algumas novidades


postado em 22/12/2018 06:30 / atualizado em 21/12/2018 17:52

Cantor mostrou que tem fôlego na carreira solo(foto: Fabio Cunha/Divulgação)
Cantor mostrou que tem fôlego na carreira solo (foto: Fabio Cunha/Divulgação)

 

Washington Marques da Silva é um nome que pouco diz para muita gente. Mas é difícil alguém ligado à música popular brasileira não saber de que se trata de Bell Marques. Carismático cantor, compositor, guitarrista, nome icônico da axé music, ele é reverenciado por uma legião de fãs — de diferentes idades e idades e sexos — em todo o país.

Como líder do Chiclete com Banana, do qual foi um dos fundadores, contribuiu decisivamente para a venda de oito milhões de CDs. Ao deixar a banda, em 2014, houve quem acreditasse no declínio da popularidade que ostentava. Os números, porém provam o contrário. Com Vumbora, o primeiro álbum solo, mesmo em tempo de crise profunda da indústria fonográfica, comemorou a venda de 300 mil cópias.

Em março deste ano, gravou na Concha Acústica do Teatro Castro Alves o DVD Bell Marques – Só as antigas, que reúne músicas marcantes do início da carreira do seu antigo grupo, como Fé brasileira, Gritos de guerra, Mistério das estrelas e Selva branca. Na turnê iniciada em São Paulo, o cantor está lançando esse projeto com uma série de apresentações.

Hoje, às 23h, ao fazer o show Jingle Bell na arena lounge do Estádio Nacional Mané Garrincha, o ídolo da música baiana revisita o repertório do Só as antigas e complementa cantando sucessos de outros períodos, entre eles Cabelo raspadinho, Diga que valeu, Menina me dê seu amor, Não vou chorar, Voa vou e Vumbora amar.

Antes, às 21h, sobe ao palco o cantor carioca Buchecha, destaque do funk melody que, no início da trajetória, fez dupla com Claudinho, morto em 2002, aos 26 anos. Em parceria, eles criaram hits que se mantêm na memória de muita gente. Certamente o público presente no Mané Garrincha vai fazer coro quando ele interpretar Fico assim sem você, Quero te encontrar e Só love e Vem cá fazer um love.




Jingle Bell
Show de Bell Marques, com abertura de Buchecha, hoje, às 21h, na arena lounge do Estádio Nacional Mané Garrincha. Ingressos: R$ 90 (área Se me chamar eu vou) e R$ 160 (camarote Daqui do alto eu te vejo) – preços referentes a meia entrada. Venda pelo site www.bsbingressos.com.br. Informações no WatsApp: 99881-7475.


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade