Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 79 anos, o escritor israelense Amos Oz

Autor ficou famoso pela obra 'Rimas da vida e da morte'


postado em 28/12/2018 13:00 / atualizado em 28/12/2018 14:05

Autor também ficou famoso pelo trabalho pacifista entre Israel e Palestina(foto: AFP / Menahem KAHANA)
Autor também ficou famoso pelo trabalho pacifista entre Israel e Palestina (foto: AFP / Menahem KAHANA)


O escritor Amos Oz morreu nesta sexta-feira (28/12), aos 79 anos, de acordo com informações da própria filha do autor. Famoso pela obra Rimas da vida e da morte, Oz também ficou conhecido pelo trabalho no movimento pacifista Paz Agora, que fundou.

Fania Oz-Salzberger, filha de Oz, foi ao Twitter comentar a morte, e agradeceu ao apoio dos fãs: "Para aqueles que o amam, obrigada", escreveu. Desde 1960, o romancista fez obras conhecidas no mundo, desde Meu Michael, de 1973, a O mesmo mar, de 2002.
 
 

Vida 

Oz nasceu em 1939, em Jerusalém. O escritor tinha origem russa e polonesa. Os primeiros contos foram publicados ainda aos 20 anos. Oz estudou filosofia e literatura na Universidade Hebraica, onde também deu aulas.

O escritor também lutou na Guerra do Seis Dias em 1967 e na Guerra do Yom Kippur em 1973. Durante este periódo, Oz escreveu sobre a pacificação entre os conflitos árabes e israelenses, defendendo o reconhecimento mútuo dos dois estados.

Confira algumas das principais obras de Amos Oz

O mesmo mar (1999)
Meu Michel (1968)
De amor e trevas (2002)
Judas (2014)
Como curar um fanático (2014)
Pantera no Porão (1994)
O monte do mau conselho (1976)
A caixa-preta (1987)
Uma certa paz (1992)
A terceira condição (1991)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade