Publicidade

Correio Braziliense

Titãs lança nova versão de 'Epitáfio' em parceria com DJ Alok

O lançamento oficial será no programa Caldeirão do Huck em prol de ação beneficente


postado em 28/12/2018 17:46 / atualizado em 28/12/2018 17:46

DJ Alok é coprodutor do remix gravada em 2001 pelos Titãs(foto: Reprodução/Twitter)
DJ Alok é coprodutor do remix gravada em 2001 pelos Titãs (foto: Reprodução/Twitter)
 
 
Depois de inovar com o lançamento da ópera rock Doze flores amarelas, os roqueiros do Titãs voltam a explorar novos caminhos musicais reciclando um dos maiores sucessos, Epitáfio. A canção ganhou regravação repaginada pelo grupo em parceria com DJ Alok. Os lucros serão doados para projeto beneficente. 

Original do álbum A melhor banda de todos os tempos da última semana (2001), a melancólica Epitáfio conta agora com remix dançante coproduzido pelo DJ goiano. A música, disponível em plataformas de streaming a partir desta sexta-feira (28/12), terá estreia oficial no programa Caldeirão do Huck, que irá ao ar na TV Globo no sábado (29/12).

A letra de Epitáfio, composta por João Ubaldo Vieira, sugere um série de arrependimentos acumulados ao longo de uma vida e que vão para a lápide do personagem: “Devia ter amado mais/ Ter chorado mais/ Ter visto o sol nascer.”

Os versos, desta vez, serão usados em favor de um projeto beneficente, que reverterá os direitos da gravação para o Instituto Anelo, ONG voltada a ajudar comunidades carentes por meio de música. 

A nova versão foi gravada no estúdio Mosh, em São Paulo (SP), e contou com DJ Alok, Bhaskar e Adriano Machado na produção. Segue com Sérgio Britto nos vocais, um dos remanescentes dos Titãs ao lado de Branco Mello e Tony Bellotto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade