Publicidade

Correio Braziliense

Festival de Woodstock estará de volta em 2019

Centro de Artes Bethel Woods vai promover três dias de shows em homenagem aos 50 da primeira edição


postado em 04/01/2019 14:17 / atualizado em 04/01/2019 14:17

Festival reuniu 400 mil fãs em 1969(foto: Reprodução/Internet)
Festival reuniu 400 mil fãs em 1969 (foto: Reprodução/Internet)

 

Um misto de rock'n'roll e resistência às políticas dos Estados Unidos. Assim pode ser definido o primeiro festival de Woodstock realizado entre 15 e 18 de agosto em 1969. Anunciado como "Uma exposição aquariana: tês dias de paz e música", o evento contou com artistas de grande renome à época em apresentações para 400 mil pessoas.

 

Lá se vão 50 anos! O festival ocorreu no estado de Nova York em uma pequena cidade chamada Bethel e foi histórico para o mundo da música. Agora, meio século depois, o Centro de Artes de Bethel Woods anuncia que vai produzir uma reedição para celebrar a data.

 

A divulgação veio pelo portal oficial do Woodstock e as datas já estão definidas: 16, 17 e 18 de agosto. "Como responsável por este site histórico, nós continuamos comprometidos com a preservação da história, espírito, inspiração e educação das novas gerações por meio da música", explica a diretora de Bethel Woods, Darlene Fedun.

 

O line-up ainda está em aberto. As lendas do rock, Jimi Hendrix e Janis Joplin já morreram, mas bandas, que estiveram presentes em 1969, como The Who, estão cogitadas.

 

Além de música, o evento também receberá a exposição We are golden, que analisa as aspirações da juventude no fim da década de 1960. Também está programada a apresentação do filme Woodstock, vencedor do Oscar de melhor documentário em 1971.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade