Publicidade

Correio Braziliense

'Tito e os passáros', brasileiro indicado ao Oscar, estreia em fevereiro

Longa concorre a uma vaga na categoria melhor animação


postado em 07/01/2019 11:00 / atualizado em 08/01/2019 15:25

Tito e os amigos saem numa jornada desafiadora para salvar quem amam(foto: Bits Produções Ltda/Divulgação)
Tito e os amigos saem numa jornada desafiadora para salvar quem amam (foto: Bits Produções Ltda/Divulgação)

 

O filme nacional Tito e os pássaros é o único brasileiro pré-indicado ao Oscar 2019 na categoria melhor animação e estreia nos cinemas do país neste mês. A partir de 14 de fevereiro, será possível acompanhar a aventura do menino Tito, com direção de Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg.

 

No universo da história, o protagonista tem a missão de salvar o mundo de uma epidemia que afeta as pessoas quando sentem medo. A cura está relacionada a uma pesquisa feita pelo pai do garoto sobre o canto dos pássaros.

 

O elenco inclui Mateus Solano, Denise Fraga, Otávio Augusto e Matheus Nachtergaele. A animação ganhou o prêmio de melhor animação no Festival de Chicago e de Havana, além de também ter sido selecionada para a mostra competitiva de Annecy e no Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF). 

 

Vilão conhecido

 

Gustavo Steinberg, um dos diretores, afirmou que o vilão do filme é inspirado em Donald Trump. Por ter sido exibido em alguns festivais, a semelhança entre o presidente estadunidense e o vilão da trama começou a se fazer notada.

 

"Trump está lá, no topete, no jeito, tanto é que a mídia americana está identificando claramente, e se surpreendendo que precisou de um filme de animação brasileiro para falar dele", afirmou Steinberg para o UOL.

 
Confira o trailer

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade