Publicidade

Correio Braziliense

Roger Waters deseja tocar 'The wall' na fronteira entre EUA e México

Apresentação seria um protesto contra as políticas internacionais do presidente estadunidense Donald Trump


postado em 11/01/2019 13:52 / atualizado em 11/01/2019 13:52

Roger Waters quer tocar 'The wall' na fronteira EUA-México(foto: EZEQUIEL BECERRA/AFP)
Roger Waters quer tocar 'The wall' na fronteira EUA-México (foto: EZEQUIEL BECERRA/AFP)

Roger Waters, lenda da banda britânica Pink Floyd, nunca escondeu o seu lado militante. As recentes apresentações no Brasil mostraram a postura política do artista. Agora ele deseja se opor, mais uma vez, às ideias do presidente estadunidense, Donald Trump.

 

O músico deseja tocar o álbum The wall na fronteira México-Estados Unidos. "O álbum é sobre o quanto um muro pode ser prejudicial, principalmente a nível de fronteira. É importante agora que o Sr. Trump e seu papo de construir muros, criando inimizades entre raças e religiões", explica Waters.

 

No entanto, o artista considera que outras ações devem ocorrer primeiro. "Antes disso acontecer, nós precisamos acordar contra estas políticas de extrema direita", desabafa. A intenção é realizar a performance nas proximidades de onde Trump pretende construir o muro.

 

Não é a primeira vez que Waters elege um local com forte simbolismo para tocar as músicas de The wall. A banda Pink Floyd se apresentou em Berlim, no mês julho de 1990, para comemorar a queda do muro, que dividia a cidade durante a Guerra Fria.

 

"A música é uma forma legítima de protestar, músicos têm mais que direito, têm o deve de abrirem suas bocas e se expressarem", completa.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade