Publicidade

Correio Braziliense

Morre cantora Edyr de Castro, do grupo vocal As frenéticas

A artista teve falência múltipla de órgãos decorrente de problemas renais


postado em 15/01/2019 15:52 / atualizado em 15/01/2019 16:27

Edyr de Castro, ex-integrante do grupo As Frenéticas, teve falência múltipla de órgãos e morreu(foto: Reprodução da Internet)
Edyr de Castro, ex-integrante do grupo As Frenéticas, teve falência múltipla de órgãos e morreu (foto: Reprodução da Internet)
Morreu, nesta terça-feira (15/1), a artista Edyr de Castro, também conhecida como Edyr Duque, de falência múltipla de órgãos decorrente de problemas renais. A cantora já estava com a saúde debilitada devido ao mal de Alzheimer. 

Desde 2011, a artista estava vivendo no Retiro dos Artistas e sofria com dificuldades na fala e nos movimentos, além de tomar medicação para controlar os efeitos do Alzheimer. O corpo de Edyr de Castro será cremado nesta quarta-feira (16/1) às 13h na Capela 2 do Memorial do Carmo, no Rio de Janeiro. 

A atriz e cantora ficou conhecida por participar de telenovelas como Roque santeiro (representando Nininha) e Sinhá moça (como a personagem Ruth) e por ser uma das integrantes do grupo vocal As frenéticas.

Junto do sexteto formado por ela, Sandra Pêra, Regina Chaves, Leiloca Neves, Dhu Moraes e Lidoka Martuscelli, a cantora foi responsável por interpretar os hits Perigosa e Dancin days - do famoso refrão "abra suas asas / solte suas feras". As músicas embalaram toda a geração dos anos 1970 e 1980 e são lembradas até hoje. 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade