Publicidade

Correio Braziliense

Mãe de criança que inspirou o curta 'Detainment' critica indicação ao Oscar

O curta 'Detainment' foi indicado ao Oscar e mãe de menino em que a história foi inspirada usou o Twitter parar manifestar indignação


postado em 23/01/2019 14:07 / atualizado em 23/01/2019 14:07

Curta retrata assassinato violento de criança de três anos(foto: Reprodução)
Curta retrata assassinato violento de criança de três anos (foto: Reprodução)

 

A inglesa Denise Fergus foi ao Twitter manifestar indignação sobre a indicação do curta Detainment ao Oscar 2019. A produção fala sobre o assassinato do filho dela de 3 anos, crime que chocou o Reino Unido em 1993. A criança foi morta por duas outras crianças de 10 anos.

 

Logo após o anúncio da premiação, Denise afirmou estar "enojada e chateada" com a repercussão dada ao curta, dirigido por Vincent Lambe. “Uma coisa é fazer um filme como esse sem entrar em contato ou ter a permissão da família do James, mas outra é fazer com que crianças reencenem as horas finais do James antes que ele tenha sido brutalmente assassinado, fazendo com que eu e a minha família tenhamos de reviver isso tudo outra vez”, ela desabafou.

 

Veja a declaração completa de Denise Fergus

 

 

"Não consigo expressar o quão enojada e chateada estou por este dito filme ter sido feito e agora indicado ao Oscar. Uma coisa é fazer um filme como esse sem entrar em contato ou ter a permissão da família do James, mas outra é fazer com que crianças reencenem as horas finais do James antes que ele tenha sido brutalmente assassinado, fazendo com que eu e a minha família tenhamos de reviver isso tudo outra vez. Depois de tudo que eu disse sobre esse dito filme e pedi para que ele fosse boicotado, ser indicado ao Oscar mesmo que mais de 90 mil pessoas tenham assinado uma petição que foi ignorada como meus sentimentos foram pela Academia. Estou muito brava neste momento. Quero agradecer todos que assinaram a petição e tem me apoiado nisto. Espero que o filme não ganhe a categoria no Oscar." 

 

O crime 

 

Jame Fergus tinha 3 anos quando foi raptado por duas crianças de 10. Ele foi morto com pedradas, tijoladas e uma barra de aço jogada contra a cabeça. A violência do crime chocou o país e os dois assassinos passaram oito anos em casas de detenção para menores.

 

Em entrevista à BBC, o diretor Vincent Lambe pediu desculpas por não ter consultado a família da vítima. "Eu peço desculpas por não ter consultado a Sra. Fergus sobre o filme", reconheceu Vincent. "Tenho enorme simpatia pela família Bulguer", completou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade