Publicidade

Correio Braziliense

Bryan Singer enfrenta novas acusações de má conduta sexual com menores

Entre os quatro acusadores, apenas Victor Valdovinos autorizou a revelação de sua identidade


postado em 23/01/2019 17:29 / atualizado em 23/01/2019 17:29

O cineasta Bryan Singer, que foi processado em 2017 por estuprar um garoto de 17 anos, está enfrentando novas acusações de má conduta sexual. O site The Atlantic fez uma extensa investigação e conversou com quatro homens, que alegaram ser menores de idade à época.

Entre os quatro acusadores, apenas Victor Valdovinos autorizou a revelação de sua identidade. Ele afirma que tinha apenas 13 anos quando Singer lhe acariciou no set de O aprendiz, filme de 1998 que o cineasta dirigiu. As outras acusações incluem sexo e sexo oral com o diretor. Em resposta, o advogado de Singer disse ao The Atlantic que o cineasta "nega categoricamente ter feito sexo ou ter preferência por homens menores de idade".

Bryan Singer dirigiu o filme Bohemian Rhapsody, mas foi demitido poucas semanas antes das gravações finalizarem. Ele também fez sucesso ao dirigir os filmes da saga X-Men.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade