Publicidade

Correio Braziliense

Dupla Diego & Victor Hugo escolhe Brasília para gravação de DVD

A dupla sertaneja grava neste sábado, a partir das 23h, nos arcos do Mané Garrincha o segundo DVD da carreira


postado em 26/01/2019 07:00 / atualizado em 26/01/2019 12:28

Diego & Victor Hugo aproveitam a data para celebrar os 10 anos de carreira(foto: Fernando Hiro/Divulgação)
Diego & Victor Hugo aproveitam a data para celebrar os 10 anos de carreira (foto: Fernando Hiro/Divulgação)
Tem alguns anos que os artistas da música sertaneja escolhem a capital federal como cenário para gravação de DVD. Em 2014, a dupla Henrique & Juliano gravou um DVD nos arcos do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Os irmãos Mateus & Kauan também gravaram naquele mesmo ano na capital, dentro do projeto Na Praia, às margens do Lago Paranoá. No ano seguinte, os cantores Jorge & Mateus lotaram a parte interna do estádio para gravar um DVD comemorativo dos 10 anos de estrada.

A partir daí, a prática se tornou popular entre os artistas do gênero. Wesley Safadão, Israel Novaes, Bruninho & Davi são apenas mais alguns dos nomes do estilo musical que engrossam a lista de artistas que decidiram gravar DVDs em Brasília nos últimos anos. A partir de hoje, mais uma dupla entra nesse ranking: Diego & Victor Hugo.

Em alta atualmente por conta do hit Infarto, do EP Querosene e violão (2018), que tem mais de 37 milhões de visualizações no YouTube e figura entre as primeiras posições das rádios brasileiras, os cantores Diego & Victor Hugo gravam hoje, a partir das 23h, nos arcos do Mané Garrincha o segundo DVD da carreira.

Mantendo uma tradição do primeiro, Ao vivo em Uberlândia (2018), que foi gravado na terra natal de Victor Hugo, Brasília foi escolhida como cenário do DVD sucessor porque Diego viveu boa parte da vida na capital federal. Além disso, a cidade tem sido uma das cidades em que as músicas da dupla mais toca. “A gente tem sido curtido pelo público de Brasília. A galera recebe a gente muito bem”, afirma Victor Hugo.

No DVD de Brasília, a dupla traz um repertório mesclado. Serão 14 faixas inéditas e seis regravações, boa parte do mais recente material o EP Querosene e violão. “Encaramos esse DVD de Brasília como um projeto novo mesmo. Vemos o Querosene e violão como um esquenta para esse DVD. Lançamos sete músicas inéditas e, destas, vão entrar umas cinco músicas no novo DVD”, adianta o cantor ao Correio.

Em relação à estrutura, os cantores prometem algo bem maior do que do DVD em Uberlândia, que foi mais intimista. “Escolhemos um visual bacana. Estamos trazendo uma grande estrutura, além de diretores conceituados, como Zé Carratu (responsável por projetos como Criança Esperança e o festival Festeja). Carlinhos Nogueira fará a nossa iluminação e tem ainda a direção de vídeo de Alex Pereira”, completa o sertanejo.

Convidados


Como é de costume nesse tipo de material, Diego & Victor Hugo receberão participações especiais. Estão confirmados Dilsinho, Marília Mendonça e Zé Neto & Cristiano. A escolha pelo cantor de pagode tem a ver com o início da carreira da dupla, que, antes de se enveredar pelo sertanejo, tinha o outro ritmo como norte. “Temos essa proximidade com o pagode, cantávamos pagode, então a gente gosta muito e sempre foi muito fã do ritmo e do Dilsinho. Ele é um artista em ascensão e deve crescer ainda mais”, explica Victor Hugo.

A dupla Zé Neto & Cristiano foi convidada por conta da amizade com os artistas. Diego e Victor Hugo são os compositores do hit Largado às traças, canção que levou Zé Neto & Cristiano ao topo das paradas no ano passado. “Além da amizade que a gente adquiriu, porque somos compositores de Largado às traças e tínhamos uma música que combinava demais com eles”, completa.

Sobre a presença de Marília Mendonça, a intenção foi fortalecer a presença feminina na música sertaneja, algo que eles fizeram no primeiro DVD. “A gente se identifica bastante com a carreira dela. Como a gente, ela começou compondo até se tornar essa grande artista. Temos uma amizade bacana e ela também já gravou música nossa.”

Outro ponto em relação ao DVD é que Diego & Victor Hugo aproveitam para celebrar os 10 anos de carreira. “O nosso projeto profissional começou em 2012, quando gravamos o primeiro CD. Mas antes disso nós já estávamos na música. Estamos há 10 anos juntos na estrada. Então esse DVD também comemora os 10 anos, além do nosso primeiro DVD com uma gravadora e com a administração de dois grandes escritórios”, afirma Victor Hugo.


Duas perguntas /  Victor Hugo


Infarto é uma música que está indo muito bem. O sucesso da faixa surpreendeu vocês?

Ficamos surpresos com o sucesso de Querosene e violão. Infarto foi uma música que se destacou muito rápido. Lançamos a música na semana e na sexta-feira, num show, a galera já estava cantando. Hoje ela é a segunda mais executada no país, segundo a Crowley. Até por isso, regravaremos algumas canções desse EP em Brasília, porque tem várias faixas que têm potencial demais para se tornarem hits.

Como alguns nomes do sertanejo atual, vocês passaram de compositores a intérpretes. Como foi essa transição?

Começamos lá atrás cantando pagode e não tinha essa coisa da composição. Quando começamos o projeto sertanejo, pensamos em gravar coisas inéditas. A gente escutava as músicas, mas não agradavam. Ficávamos caçando, comecei a escutar muito Jorge & Mateus, Zezé di Camargo & Luciano, César Menotti & Fabiano para aprender a compor. Nas primeiras músicas já houve o interesse de alguns artistas. Por exemplo, Vai doer, gravada por Henrique & Diego. Logo em seguida veio Calafrio, do Henrique & Juliano, uma das primeiras músicas nossas a tocar bem na rádio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade