Publicidade

Correio Braziliense

Hana é eliminada em paredão contra Hariany e Rízia no BBB19

A carioca recebeu 47,98% dos votos na disputa realizada na noite desta terça-feira (5/2)


postado em 05/02/2019 23:43

(foto: Reprodução/RedeGlobo)
(foto: Reprodução/RedeGlobo)

A ativista carioca e youtuber Hana é a terceira eliminada em um paredão no Big Brother Brasil 19. Em uma disputa com Hariany e Rízia, na noite desta terça-feira (5/2), ela deixou a casa com 47,98% dos votos. Após a divulgação do resultado, ela teve uma crise de choro, que repercutiu nas redes sociais.




 
Hariany foi a primeira a ficar emparedada nesta semana, ao ser indicada por Alan, logo após a prova da liderança na última quinta-feira (31/1). Alan ganhou o poder, pois foi o primeiro eliminado da prova. 
 
Como de costume, antes de a votação ser iniciada para a formação do paredão, no último domingo (3/2), os anjos da semana imunizaram um dos brothers. Os anjos Maycon e Tereza concordaram que o protegido deveria ser Diego.
 
Após a cerimônia do anjo, foi a vez de a líder Carolina indicar alguém ao paredão. Ela não titubeou e emparedou Hana, justificando que a sister, com Hariany e Paula, a vetou da prova do líder da semana retrasada.
 
Hariany, que também foi indicada na semana passada, já estava emparedada desde a última quinta (31/1), quando foi escolhida por Alan, que ganhou o poder de indicação por ter sido o primeiro eliminado na prova do líder. 

Histórico

 
Este foi o terceiro paredão do BBB 19. Na semana passada, o paulista Gustavo deixou a casa. Em um paredão com Paula e Hariany, o oftalmologista recebeu 78,94% dos votos.

O anterior, que culminou na eliminação do mineiro Vinicius, foi composto por 14 participantes, tendo sido chamado, por isso, de "superparedão".

Além dos dois eliminados, a casa já perdeu também o gaúcho Fábio — que, por conta de um problema com patrocínio sequer chegou a entrar no programa — e o acriano Vanderson — eliminado pela produção, após ter sido intimado para depor à polícia por suspeitas de agressão e estupro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade