Publicidade

Correio Braziliense

Grupo iraniano Navaye Mehr music Band se apresenta em Brasília

Show será nesta quarta-feira (6/2) no Clube do Choro


postado em 06/02/2019 11:11 / atualizado em 06/02/2019 11:11

Navaye Mehr music Band toca nesta quarta-feira (6/2) no Clube do Choro.(foto: Divulgação)
Navaye Mehr music Band toca nesta quarta-feira (6/2) no Clube do Choro. (foto: Divulgação)

Daff, tombak, bendir... Estes são exemplos de instrumentos musicais persas. Os nomes podem até soar estranhos, mas não os belos sons produzidos por eles. Os instrumentos estão presentes no grupo musical iraniano Navaye Mehr music Band, que tem como missão difundir as melodias produzidas no país natal pelo mundo. O conjunto já esteve em países como Finlândia, Chipre, México, Espanha e, nesta quarta-feira (6/2), faz show aqui em Brasília.

Esta é a segunda vez que o conjunto vem à capital. Na primeira oportunidade estiveram na Escola de Música e na Universidade de Brasília. "Apesar de Irã e Brasília serem bem distantes, essa distância diminui quando somos bem recebidos pelo amável grupo de Brasília. Estamos muito felizes com essa receptividade. O público é caloroso, nos respeita e interage muito bem com a nossa música. Esperamos receber um grande e afetuoso público hoje", revela Mahdi Ayoughi, fundador do Navaye Mehr.

O Navaye Mehr music Band chega à cidade após convite do embaixador iraniano Sayed Ali Saghaeyan em comemoração à data nacional da República Islâmica do Irã. "Difundir a cultura de uma nação é disseminar sua própria verdade, sua essência, levando aos outros povos o que é motivo de orgulho para a nossa população. Nossa cultura é milenar e também se representa através da arte. Sendo a música uma língua universal e sendo uma linguagem importante para o povo brasileiro, vemos o Navaye Mehr music Band como peça chave na difusão da cultura do Irã", justifica o diplomata.
 
Navaye Mehr music Band chega a Brasília a convite do embaixador Sayed Ali Saghaeyan(foto: Embaixada do Irã)
Navaye Mehr music Band chega a Brasília a convite do embaixador Sayed Ali Saghaeyan (foto: Embaixada do Irã)
 

O Clube do Choro vai abrir as portas mesmo em período de recesso. De acordo com Reco do Bandolim, presidente da casa, eles precisavam retribuir o carinho que receberam quando estiveram no Irã. "Nós estávamos fazendo um tour por diversos países para falar de choro e tocar choro. Quando chegamos a Teerã (capital do Irã) tínhamos muito estereótipos e tivemos uma grata surpresa. São um povo caloroso e receptivo. Em nossa volta fomos procurados pela embaixada do Irã e, em agradecimento ao nosso período lá, decidimos abrir o Clube (do Choro) mesmo no período de férias para esta apresentação", relembra Reco. "Nossa expectativa é a melhor possível porque eles têm uma música muito rica. O público pode esperar um show maravilhoso. Os músicos são muito capacitados e eles são um povo maravilhoso", convida. 

Mahdi Ayoughi se diz ansioso pela apresentação desta quarta-feira. “Sabemos que o Clube do Choro é uma casa de grande prestígio, com público cativo e crítico, que aprecia uma boa música. Nós estamos muito gratos pela abertura das suas portas para nossa apresentação, nos dando a chance de mais uma vez mostrar, ao público de Brasília, a música persa tradicional”. 

O grupo Navaye Mehr music Band já está na estrada há 15 anos. Um dos objetivos é formar uma ‘banda global’ com integrantes de todos os países. “Nós viajamos por diferentes países  e adicionamos, às nossas performances musicais, workshops de música iraniana. Queremo familiarizar diferentes músicos aos nossos instrumentos. Nós também queremos aprender, por isso convidamos artistas a irem conhecer o Irã”, confessa Mahdi Ayoughi.

Em 2020 o conjunto quer continuar a difusão do som iraniano em novos lugares. “Nós estamos planejando viajar para outros países da América Latina e também para o continente africano. Esperamos fazer boas apresentações e shows nestes locais. Levar nossa música e conhecer diferentes artista, diferentes estilos”, planeja Mahdi Ayoughi.

Serviço
Navaye Mehr music Band
Clube do Choro (SDC Bl. G - Eixo Monumental). Quarta-feira (6/2), às 20h30. Ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia entrada). Classificação indicativa livre.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade