Publicidade

Correio Braziliense

Presidente do canal norte-americano ABC não descarta remake de 'Lost'

'Eu gostaria muito disso', afirmou Karey Burke


postado em 06/02/2019 16:16 / atualizado em 06/02/2019 16:15

A iniciativa Dharma aprova esse possível remake(foto: Reprodução/Imdb-Mario Perez)
A iniciativa Dharma aprova esse possível remake (foto: Reprodução/Imdb-Mario Perez)


“We have to go back!”. Para os fãs da série Lost, a frase de Jack Shephard (Matthew Fox) se tornou icônica e agora carrega um novo significado: a esperança (ou terror) de uma nova versão da trama que marcou uma geração. Isso porque Karey Burke, presidente de programação do canal norte-americano ABC (emissora que originalmente exibiu Lost), afirmou nesta terça-feira (5/2) que um ramake da produção não sai de sua cabeça.

Burke participava da nova fase da Television Critics Association (TCA), uma feira em que os canais norte-americanos divulgam as programações oficiais do próximo ano de cada emissora. Na ocasião, Burke foi perguntada pelo portal The Hollywood Reporter se existiria a possibilidade de uma "nova Lost" ganhar espaço na programação, e a resposta foi enfática: "Eu gostaria muito disso, esse seria um reboot que eu adoraria ver".

Entretanto, Burke deixou claro que não há nenhuma conversa oficial sobre a possível nova produção: “Frequentemente me perguntam qual série eu gostaria de reviver e minha resposta é sempre Lost ou Alias. Não há nada oficial ainda, e talvez nunca haverá, mas é algo muito divertido para se conversar”.
 
 

E os criadores?


Importante lembrar que, caso o ramake ocorra em algum momento, Carlton Cuse e J.J. Abrams — os criadores de Lost — não estariam envolvidos. Ao portal NME, ainda em 2017, Cuse explicou sobre a possibilidade: “Damon e eu estamos muito seguros no fato de que não exite interesse nosso em participar de um reboot de Lost. Eu sei que há muitas séries sendo revividas ultimamente, mas isso é algo que não está em nosso destino”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade