Publicidade

Correio Braziliense

Indicação de Bryan Singer ao Bafta é anulada após novos escândalos sexuais

Bryan Singer é o único diretor creditado por 'Bohemian rhapsody'. Em janeiro, foi acusado de ter relações sexuais com menores de idade


postado em 07/02/2019 16:06 / atualizado em 07/02/2019 21:38

Outra polêmica de Bryan Singer envolve agressão a Rami Malek, agressão pela qual foi afastado de Bohemian Rhapsody(foto: Twitter/Reprodução)
Outra polêmica de Bryan Singer envolve agressão a Rami Malek, agressão pela qual foi afastado de Bohemian Rhapsody (foto: Twitter/Reprodução)

 
Mais importante premiação britânica do cinema, o Bafta anulou, nesta quinta-feira, (7/2) a indicação de Bryan Singer a poucos dias da premiação alegando incompatibilidade de valores. O cineasta que concorria a melhor diretor por Bohemian rhapsody recebeu novas acusações de estupro em janeiro.

O americano está envolvido em inúmeros escândalos sexuais, incluindo de menores de idade. Em janeiro, novas denúncias aumentaram a lista de acusações contra Singer. Ele teria abusado de quatro jovens entre 13 e 18 anos. 

As polêmicas fizeram com que ele e o filme Bohemian rhapsody, cujo personagem principal, Freddie Mercury era notoriamente homossexual, fosse desclassificado da Glaad, uma das principais premiações LGBT do mundo.

A produção segue concorrendo aos Baftas de melhor filme britânico, melhor ator, melhor edição e melhor fotografia.

Bryan Singer nega todas as acusações e alega ser vítima de uma "difamação homofóbica". Para a Academia Britânica, as acusações foram suficientes para considerar o diretor inelegível. 

"Diante das acusações muito sérias, o Bafta informou Bryan Singer de que sua indicação foi suspensa de imediato", anunciou a organização do prêmio. 

O Bafta acrescentou que "consideramos os comportamentos alegados inaceitáveis e incompatíveis com nossos valores". A declaração completa informando que a suspensão se manterá até que o caso seja resolvido — a apenas três dias da entrega dos prêmios.

A cerimônia do Bafta será nesse domingo (10/2). O evento não será transmitido no Brasil.

Polêmicas 

 
Bryan Singer é responsável por reformular os filmes de super-heróis após dirigir X-Men (2000). Esse e outros sucessos não o salvaram das polêmicas que desgastaram a carreira. Ele foi um dos principais alvos do movimento #MeToo, responsável por lançar luz sobre diversos casos de abusos em Hollywood. 

Além das acusações de estupro, outra polêmica fez com ele ele sequer completasse o filme pelo qual concorria ao Bafta. 

Apesar de ser o único creditado, ele foi afastado da direção de Bohemian rhapsody depois de agredir Rami Malek no set. Dexter Fletcher finalizou as filmagens.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade