Publicidade

Correio Braziliense

Pioneira do teatro brasileiro, Bibi Ferreira morre aos 96 anos

Segundo Tina Ferreira, filha da artista, Bibi morreu dormindo


postado em 13/02/2019 15:03 / atualizado em 13/02/2019 15:23

(foto: Chagas Pyhau/Divulgação)
(foto: Chagas Pyhau/Divulgação)
Um das pioneiras do teatro no Brasil, Bibi Ferreira morreu nesta quarta (13/2), aos 96 anos, em seu apartamento no Flamengo (Rio de Janeiro). Segundo informações da filha da atriz e cantora, Tina Ferreira, em entrevista ao site G1, Bibi teria morrido dormindo. A enfermeira que a acompanhava notou que o batimento do coração da atriz estava muito baixo e chegou a chamar um médico, mas não houve tempo de socorrê-la.
 

Bibi era uma artista completa. Desde muito nova, cantava e atuava em peças e musicais.  Em música, teatro ou ópera, gostava de contar histórias. Filha do ator Procópio Ferreira e da bailarina argentina Aída Izquierdo, atuou ao lado dos grandes nomes da música e do teatro brasileiros. Foi dirigida por Oduvaldo Vianna, integrou o corpo de baile do Theatro Municipal e dividiu o palco com nomes como Cacilda Becker, Maria Della Costa e Paulo Autran.

Ver galeria . 12 Fotos Studio Prime/Divulgação
(foto: Studio Prime/Divulgação )
 

Bibi dirigiu espetáculos e fez cinema

Multiartista, Bibi Ferreira também dirigiu espetáculos. Dirigiu nomes como Maria Bethânia e Clara Nunes, Marília Pêra, Walmor Chagas e Marco Nanini. A atriz também foi presença importante no cinema brasileiro e esteve em filmes como Cidade-Mulher, de Humberto Mauro. Em dezembro de 2017, em uma entrevista ao Correio para falar do lançamento do  DVD  Histórias & Canções, Bibi avisou: “Posso ter idade, mas não sou antiga”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade