Publicidade

Correio Braziliense

MC Loma segue impossibilitada de fazer shows por processo contra gravadora

Ela acusa empresário da Start Music de não repassar valor certo de cachês, gravadora contesta na Justiça


postado em 26/02/2019 13:30 / atualizado em 26/02/2019 13:30

MC Loma e as Gêmeas Lacração ficaram conhecidas depois do hit 'Envolvimento', que conquistou o carnaval de 2018(foto: Instagram/Reprodução)
MC Loma e as Gêmeas Lacração ficaram conhecidas depois do hit 'Envolvimento', que conquistou o carnaval de 2018 (foto: Instagram/Reprodução)

 

Apesar dos grandes sucessos, a carreira de MC Loma e das Gêmeas Lacração tem enfrentado diferentes obstáculos. No ano passado, Loma foi proibida de fazer shows por não estar matriculada na escola e ser menor de idade. Agora, ela enfrenta uma batalha judicial contra a gravadora Start Music.

 

Tudo começou quando MC Loma processou o empresário do grupo por mau gerenciamento da carreira e repasse errado do valor cobrado de cachê nos show, que chegou a R$ 15 mil. Devido a detalhes do contrato, ela e a mãe (representante legal da cantora) não podem se pronunciar sobre o assunto. 

 

Desde julho do ano passado, o grupo não pode se apresentar devido ao processo. As restrições também incluem o lançamento de trabalhos e a concessão de entrevistas. A situação será normalizada apenas quando o imbróglio judicial for resolvido. A multa caso o contrato com a Start Music seja rompido é de R$ 3 milhões para cada integrante do trio. 

 

"Tudo foi depositado para elas. Nós temos comprovantes", afirmou o empresário Marcelo Fernandes no ano passado. Segundo ele, 40% do valor do cachê é destinado para a gravadora e 60% é dividido entre o trio. A gravadora contestou na justiça o processo movido por Loma. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade