Publicidade

Correio Braziliense

Carnavitrola anima foliões amantes do forró na Cervejaria Criolina

Encabeçado pelo músico Cacai Nunes, autor do projeto Forró de Vitrola, o evento irá contar com uma gama diversa de DJs do país inteiro para o público dançar muito


postado em 03/03/2019 07:00

Com um repertório predominantemente embalado pela música nordestina, Cacai Nunes afirma que o evento é uma opção a mais para quem quer continuar na dança no carnaval(foto: Randal Andrade)
Com um repertório predominantemente embalado pela música nordestina, Cacai Nunes afirma que o evento é uma opção a mais para quem quer continuar na dança no carnaval (foto: Randal Andrade)
O carnaval ainda está em seu segundo dia e há muito o que festejar. Para quem quer uma alternativa ao samba e marchinhas, ou simplesmente quer continuar o baile até o amanhecer, o Carnavitrola é uma boa opção para os foliões amantes do forró. Com mais de seis horas de festa, o evento será hoje e na terça-feira, na Cervejaria Criolina.

Encabeçado pelo músico Cacai Nunes, autor do projeto Forró de Vitrola, o Carnavitrola irá contar com uma gama diversa de DJs do país inteiro para o público dançar muito. O time será formado pelos DJs Vhinny e Yuga, de Belo Horizonte, Xeleléu, do Rio de Janeiro, Tick e Black, de São Paulo, além dos brasilienses Chico Gorman, Bruninho Faiscada e Pedregulho.

Esta é a segunda edição do Carnavitrola, que em 2018 teve um início com muito sucesso de público, de acordo com Cacai Nunes. “Ano passado, a gente reuniu muitos DJs e  eu arrisco até a chamar de minifestival de forró, ainda que eu não goste de rotular as coisas. Mas é como se fosse porque tem gente do Brasil inteiro integrando um repertório diferente”, comenta o músico.

Além disso, Cacai estará também acompanhado de sua Kombi, de 1973, batizada carinhosamente de Serena. O carro é o local usado por Cacai para discotecar nos bailes e o automóvel é o seu xodó. “Como o Carnavitrola é domingo e terça-feira, é capaz de eu deixá-la para dormir lá. Mas eu já até estou meio preocupado. Ah, é um ciúme danado, né?! Eu fico preocupado. Até quando eu a mando pra outro estado por transportadora eu fico aflito, imaginando se ela vai chegar bem”, revela Cacai.

Com um repertório predominantemente embalado pela música nordestina, Cacai afirma que o evento é uma opção a mais para quem quer continuar na dança. “Essa história de acabar o bloco cedo e dispersar o público com gás lacrimogêneo sempre me incomodou. Esse é lado negativo do carnaval de Brasília. Então, eu sou uma via paralela, uma válvula diferente para quem quer se divertir, mas ainda focado na fola”, explica o músico.

Principalmente por se tratar de carnaval, Cacai acredita que na folia de Brasília cabem todos os gêneros e estilos musicais possíveis. “É bem misturado e a gente vai fazer nossa parte nesse caldeirão levando o forró. O convite é para quem quer dançar, reverenciar a música nordestina na sua total plenitude, além de manter viva a memória desses intérpretes. É uma grande missão manter isso vivo”, convida.

Carnavitrola
Hoje e terça-feira, às 18h, na Cervejaria Criolina (SOF Qd. 01 Cj. B, Lt. 06 ). Ingressos a R$ 25 até as 19h e R$ 30 após. Passaportes promocionais podem ser adquiridos no Sympla, pelo endereço https://tinyurl.com/ yxf6sue4.  Não recomendado para menores de 18 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade