Publicidade

Correio Braziliense

Cantor de k-pop Seungri se afasta após denúncia de exploração sexual

Ele faz parte do grupo Big Bang e anunciou aposentadoria


postado em 11/03/2019 15:15 / atualizado em 11/03/2019 15:15

Artista fazia parte da boyband Big Bang desde 2006(foto: Instagram/Reprodução)
Artista fazia parte da boyband Big Bang desde 2006 (foto: Instagram/Reprodução)

 

O cantor de k-pop Seungri, membro da boyband Big Bang, foi formalmente acusado de manter uma rede de prostituição nesta semana. Logo após as acusações se tornarem públicas, o cantor anunciou aposentadoria da carreira musical.

 

"Decidi me aposentar porque as questões que causam controvérsia social são muito grandes e revelarei todas as suspeitas sendo investigadas após encerrada a investigação", declarou em postagem no Instagram. No mês passado, a imprensa sul-coreana começou a denunciar o envolvimento de Lee Seung- hyun, nome verdadeiro do astro, com uma rede de "surborno sexual".

 

As acusações afirmam que Seungri trocava mensagens com homens poderosos e negociava o fornecimento de garotas de programa para eles. A polícia investiga as atividades de uma boate noturna da qual o cantor é sócio. Ele negou o envolvimento e todas as acusações. 

 

Com passaporte confiscado, Seungri pode pegar até 3 anos de prisão. Segundo a revista Variety, o astro do k-pop foi fichado e a polícia tem mandados de busca e apreensão para a residência oficial do artista. “Sou muito grato a todos os fãs na Coreia e no exterior pelo amor nos últimos 10 anos, estou aqui pelo carinho e a honra do Big Bang”, ressaltou Seungri no comunicado oficial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade