Publicidade

Correio Braziliense

Filhos de Michael Jackson pretendem processar supostas vítimas do astro

As três crianças planejam uma ação conjunta contra dois homens que afirma terem sido abusados por Michael ainda na infância


postado em 15/03/2019 10:55 / atualizado em 15/03/2019 10:55

Os três não comentarão o assunto publicamente(foto: AFP / Chris Delmas - AFP / TIBRINA HOBSON - REUTERS/Eddie Keogh )
Os três não comentarão o assunto publicamente (foto: AFP / Chris Delmas - AFP / TIBRINA HOBSON - REUTERS/Eddie Keogh )


Após a estreia do documentário Deixando Neverland, da HBO, os três filhos de Michael Jackson planejam um processo conjunto contra as supostas vítimas do Rei do Pop. De acordo com o portal norte-americano Page Six, Prince, Paris e Prince Michael Jackson 2 (apelidado de “Blanket”, ou “cobertor”, em tradução literal) estão se preparando para atacar juridicamente Wade Robson e James Safechuck, dois homens que afirmam terem sofrido abusos sexuais ainda na infância por Michael.
 
 

O potencial processo, segundo uma fonte próxima da família, seria por “fraude”, “estresse emocional”, “calúnia” e “deturpação”. Safechuck e Robson aparecem no documentário da HBO. Michael Jackson morreu em 2009. Em 2017 a corte da cidade de Los Angeles arquivou o caso que investigava os supostos abusos infantis.

Dinheiro?

Segundo o Page Six, os três filhos do astro não querem o dinheiro que eventualmente ganhem, e doarão a quantia para instituições de caridade. Prince, Paris e Blanket desejam que Robson e Safechuck façam um pedido de desculpas público.

Ainda com informações da fonte, os três querem manter a memória do pai positiva: “É muito importante para eles superar essa história e seguir em frente e manter o legado de filantropia e humildade do pai”.

Robson e Safechuck afirmaram, ainda na ocasião de estreia do documentário no Festival de Cinema Sundance no começo do ano, que não receberam dinheiro algum para participar das filmagens.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade