Publicidade

Correio Braziliense

O projeto Café Musical, no Clube do Choro, une a feijoada e o samba

O evento é sábado, a partir de 12h. Feijoada buffet a R$ 39,90 e couvert a R$ 10


postado em 20/03/2019 07:00 / atualizado em 20/03/2019 08:34

O preço da feijoada não é alterado há três anos: R$ 39,90(foto: Renata Samarco/Divulgação)
O preço da feijoada não é alterado há três anos: R$ 39,90 (foto: Renata Samarco/Divulgação)

Tem coisa melhor que uma boa feijoada com sambinha? Essas duas paixões nacionais andam juntas há décadas, e no Clube do Choro não é diferente. Desde de 2016, o projeto Café Musical atua nesse que é um dos grandes espaços culturais da capital, trazendo uma deliciosa feijoada e unindo a um excelente samba, interpretado por grandes nomes do gênero da cidade.

Inicialmente, o Café Musical era apenas uma cantina que atendia aos alunos da Escola de Choro Raphael Rabello, no entanto, tudo mudou quando Marília Castro juntou-se com os irmãos Henrique e Heloísa para revitalizar o local. “Quando cheguei, ainda não se chamava Café Musical, tinha poucos produtos, estava praticamente abandonado. Mesmo sem recursos, fiz umas adaptações nas paredes, coloquei umas imagens, um lettering na parede com texto falando sobre a música brasileira, exaltando os grandes mestres da nossa música instrumental”, lembra Marília.

Com a Lei do Silêncio no encalço, o Café Musical apresentou uma nova cara e resultou em uma engenhosa ideia, nascida em uma conversa com o fundador e presidente do Clube do Choro, Reco do Bandolim. “Lembro que na época havia o problema com a Lei do Silêncio, e muitos bares e espaços artísticos fecharam por conta da proximidade das áreas residenciais. E, nisso, vimos a oportunidade, já que é um espaço que fica longe desstas áreas, de oferecer uma atração de lazer e dar espaço aos músicos de Brasília para se apresentarem”, conta Marília Castro.

“Antes, era feijoada com choro, mas com tempo vimos que realmente a feijoada, sábado, com o sol, pedia o samba. Começamos devagarinho, em meados de 2016, e agora, em 2019 e percebo que o lugar está pegando, que as pessoas estão indo e gostando”.


Kadu Nascimento é a atração do projeto neste fim de semana(foto: Clube do Choro/Divulgação)
Kadu Nascimento é a atração do projeto neste fim de semana (foto: Clube do Choro/Divulgação)
Já se apresentaram grandes nomes do samba da capital, como Dhi Ribeiro, Cris Pereira e Marcelo Sena, entre outros, pois o projeto varia todos os sábados os artistas, que são acompanhados pelo conjunto base, formado por Valério Xavier (cavaquinho), Breno Alves (pandeiro), Guto Martins (percussão) e Dudu Sete Cordas (Violão 7 cordas).

Agradável, o espaço é livre de confusões e totalmente familiar, com espaço para deixar as crianças, com jogos e lápis de cor, e, algumas vezes, um pula-pula para deixar que os pais também curtam a feijoada e o samba. O preço não é alterado há três anos, com a feijoada buffet saindo a R$ 39,90. E, para quem curte o samba, mas nem tanto assim a feijoada, há outras opções no cardápio como a galinhada e pratos executivos.

Prepare o chapéu panamá e coloque o samba nos pés, pois neste sábado se apresenta Kadu Nascimento, cantor, compositor e percussionista brasiliense. O cantor difunde o samba na capital há mais de 12 anos e se destaca, tendo se apresentado ao lado de grandes nomes do samba como Dona Ivone Lara, Almir Guineto, Sombrinha, Nelson Sargento e Diogo Nogueira. Kadu faz parte do grupo 7 na roda e, em 2018, lançou junto com a banda o disco Convocação.

“É uma alegria muito grande fazer parte da feijoada no Clube do Choro, que é um dos maiores incentivadores da música em Brasília. Quem faz samba aqui ou já passou, ou tocou com alguém do clube”, conta Kadu Nascimento. “O espaço da feijoada tem sido incrível, pois une boa comida com boa música, da hora que você chega até a hora que você sai. O clube não é mais só de choro, agora é um reduto de samba e choro”, finaliza.

*Estagiário sob a supervisão de Severino Francisco

Serviço

Feijoada com Kadu Nascimento
Café Musical, no Clube do Choro (Eixo Monumental). Sábado (23/3), a partir de 12h. Feijoada buffet a R$ 39,90 e couvert a R$ 10. Classificação indicativa livre.
 
 
 
 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade