Publicidade

Correio Braziliense

Falta de organização e filas na pré-venda presencial de Sandy e Junior

Fãs sofrem com a falta de informação acerca dos ingressos em Brasília; Organização culpa o sistema de vendas on-line


postado em 20/03/2019 14:30 / atualizado em 20/03/2019 14:30

Muitas pessoas na fila da pré-venda presencial da turnê Nossa História(foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)
Muitas pessoas na fila da pré-venda presencial da turnê Nossa História (foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)


Em Brasília, no primeiro dia da pré-venda de ingressos presenciais para a turnê Nossa história, da dupla Sandy e Junior, os fãs buscam ingressos, mas esbarram em filas e falta de informações. Apenas clientes com cartão ELO podem realizar a compra, com limite de seis ingressos por CPF, sendo até duas meias-entradas. 

Mesmo assim, a procura pelos ingressos é alta. Mais de 100 mil pessoas entraram no site da turnê para realizar a compra, disponível para todo o Brasil. Quando o relógio bateu 10h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental), a venda presencial começou para quem estava no local. 


"Não tem mais ingressos para vários setores. Cheguei aqui e me avisaram que o ingresso é nominal, mas ninguém informou isso antes. Eu tinha que trazer a carteirinha da minha filha, mas não sabia e não consegui comprar. Teve uma senhora de 90 anos que veio com a neta só para passar o cartão. Muitos problemas com documentação", lamenta. 


Problemas com a organização

Problemas com a organização geram angústia nos fãs(foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)
Problemas com a organização geram angústia nos fãs (foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)


Após a abertura das vendas, os problemas com a organização aumentaram. A fila preferencial não tinha cadeiras para os idosos e gestantes sentarem e muitos reclamavam da falta de água. Como o sistema é o mesmo para todas as compras, o site responsável ficou sobrecarregado com as pessoas que navegam em casa e interrompeu o processo de vendas no Centro de Convenções. 

Jéssica Borges saiu do Recanto das Emas para o Eixo Monumental em busca de ingressos junto da amiga Rafaela Laiza e do tio Walter Farias, que é preferencial. Chegou às 9h30 e sofreu com a espera. 

"A organização é muito ruim. Estou acompanhando o meu tio e não tem uma cadeira para ele sentar. A gente não tem nenhuma informação correta sobre a venda de ingressos. Mas pretendo ficar até às 18h e conseguir os ingressos da área premium", conta a enfermeira. 

Mesmo com as dificuldades, Walter, Elisângela e Rafaela estavam alegres com a oportunidade de ver Sandy e Júnior ao vivo(foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)
Mesmo com as dificuldades, Walter, Elisângela e Rafaela estavam alegres com a oportunidade de ver Sandy e Júnior ao vivo (foto: João Romariz/Esp.CB/D.A Press)


Segundo a organizadora Fanny Santos, a expectativa é de uma melhora nas vendas. "Os ingressos foram todos liberados de uma vez, congestionando o site. Existe uma fila no sistema e nós também passamos por ela. Estamos tentando amenizar um pouco o fluxo para retomar as vendas", disse a profissional de eventos. 

*Estagiário sob a supervisão de Adriana Izel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade