Publicidade

Correio Braziliense

Bárbara Veiga lança livro 'Sete anos em sete mares' em Brasília

Obra traz histórias da ativista enquanto navegava por diversos países em defesa ao meio ambiente


postado em 15/04/2019 13:26 / atualizado em 15/04/2019 14:04

Bárbara Veiga esteve em 84 países para defender causas ambientais(foto: Arquivo pessoal)
Bárbara Veiga esteve em 84 países para defender causas ambientais (foto: Arquivo pessoal)

A ambientalista Bárbara Veiga viveu diferentes histórias em luta pelas causas ambientais. Ela saiu para a primeira missão no oceano aos 21 anos, em 2006. A última jornada foi em 2014. Nesse período, se somados, são sete anos de ativismo em 84 países. Para compartilhar essa experiência, Bárbara lança o livro Sete anos em sete mares em 25 de abril na livraria Sebinho, em Brasília.

 

"Sempre tive um caderninho em todas as viagens que eu fiz, era meu momento íntimo de refletir, de registrar minhas impressões", revela a autora ao Correio. A ativista também é documentarista e tem o hábito de escrever as memórias desde os 10 anos. Durante as missões, ela preencheu mais de 50 caderninhos. "O livro não foi planejado. Olhei para aquelas histórias e achei que seria interessante contar isso para outras pessoas. Dar oportunidade para elas conhecerem o mundo que eu vivi".

 

Natural do Rio de Janeiro, a escritora recorda que a motivação para sair pelo mundo em defesa do meio ambiente surgiu ao observar o estado das praias que frequentava. "Fiquei preocupada com o que vi. Então, decidi assumir esse papel e tomar atitudes enérgicas para proporcionar a mundança real. Para mim é muito importante saber que eu tenho uma utilidade no mundo", confessa.

 

Quando decidiu deixar a zona de conforto e se dedicar diretamente às causas ambientais, Bárbara não tinha nenhuma experiência em alto-mar. "Foi tudo uma descoberta. Uma experiência profunda de autoconhecimento. Estar embarcada com 40 pessoas, que eu não conhecia, mas sabia que tinham o mesmo objetivo. Isso trouxe uma sensação muito bonita".

 

No entanto, a tensão também permeia os registros. "O que pode acontecer nos cenários? A gente não sabe, precisa prever. Estive em abientes confinados, estive em risco, e a relação com tudo isso me deixou mais madura com os fatos e com o estar presente", avalia.

 

'Sete anos em sete mares' será lançado em Brasília no próximo dia 25(foto: Divulgação)
'Sete anos em sete mares' será lançado em Brasília no próximo dia 25 (foto: Divulgação)
 

 

Ela conta que foi necessário um exercício de empatia para buscar os objetivos das missões. "Eu precisava entender os locais que visitei. Ver as culturas, as políticas e pensar de uma forma racional. Foi uma experiência quase antropológica sobre o entendimento do outro. A minha relação com o mundo mudou muito. Em ver as diversidades, a complexidade humana mesmo", relata.

 

Entre as aventuras, algumas decepções estão envolvidas. "Infelizmente pouca coisa mudou no mundo. Por isso, publicar o livro faz ainda mais sentido", afirma. Bárbara espera que, por meio das histórias mais pessoas se conscientizem e colaborem com as causas ambientais.

 

Além da capital fluminense, Sete anos em sete mares também já foi lançado em São Paulo, cidade em que ela mora. Agora, é a vez de Brasília receber o livro. "É importante lançar em Brasília por tudo que a cidade representa e oferece por ser a capital. Estou muito animada em me aproximar dessas pessoas que têm interesse em participar. Minha expectativa é muito grande", revela.

 

Serviço

Lançamento de Sete anos em sete mares

Sebinho (406 Norte, Bl. C, lj. 44). Em 25 de abril, às 19h. Entrada franca. Classificação livre. O livro custa R$ 56 e também pode ser adquirido no site www.martinsfontespaulista.com.br

 

*Estagiário sob supervisão de Adriana Izel 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade