Publicidade

Correio Braziliense

Pedro Quadros lança novo disco, 'Amor de plástico'

Pedro contou com participação de artistas LGBTQ no disco


postado em 21/05/2019 20:30 / atualizado em 21/05/2019 20:30

Amor de plástico sucede a estreia de Pedro, 'Água'(foto: Arquivo Pessoal)
Amor de plástico sucede a estreia de Pedro, 'Água' (foto: Arquivo Pessoal)
 
 
Pedro Quadros vai da introspecção à crítica aberta e ácida no novo disco, Amor de plástico. Contribuíram para o segundo álbum do músico brasiliense de 22 anos artistas LGBTQ+, como Malena Stefano, Jean Gonzaga, Eus Miller, Shamilla e Ginna, que soltam a voz em seis das 11 faixas.

"Eu sentia muito falta de ver essa galera LGBT junta num único trabalho musical", explica Pedro. Além de abordar temas pertinentes à sigla de que faz parte, em sua MPB alternativa e melancólica ele fala de aceitação do próprio físico, auto estima, sentimentos, gênero e política.
 
"É um CD de resistência. Algumas músicas podem parecer românticas, mas não são", observa Pedro.   
 
O disco de estreia de Pedro Quadros em carreira solo, Água, foi lançado em 2018. Ambos os trabalhos estão disponíveis nas plataformas de streaming.
 
 

Ele conta que a faixa-título entrará para o filme Na barriga da baleia, de Patrícia Colmenero, que está em fase de produção.

Filho de um produtor musical, Pedro participou desde novo de banda. Foi ajudado pelo pai a gravar música e agora quer compartilhar a capacidade de fazer música.  Pedro deixa o aviso: "Músicos que não têm condições financeiras de lançar um álbum podem entrar em contato comigo pelo Instagram: @pedroquadros".
 
*Estagiário sob supervisão de Vinicius Nader 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade