Publicidade

Correio Braziliense

Caco Ciocler demite funcionária pelo Twitter após ser chamado de 'nojento'

Identificada como Renata, a mulher postou no Twitter uma publicação lamentando ter que passar a noite decupando o filme do ator. A produtora ainda o chamou de "macho nojento"


postado em 08/06/2019 12:21 / atualizado em 08/06/2019 14:40

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)

 
O ator Caco Ciocler dispensou os serviços de uma produtora por meio das redes sociais. Identificada como Renata, a moça responsável por transcrever o filme de Ciocler postou no Twitter uma publicação lamentando ter que passar a noite decupando o filme dele. A produtora ainda o chamou de "macho nojento". 
 
“Sem acreditar que, em vez de estar na baladinha e/ou festinha junina, eu tô aqui transcrevendo a porra de filme de Caco Ciocler. Um macho nojento desse. Olha, a vida é um saco”, escreveu Renata.
 
O caso está entre os assuntos mais comentados nas redes sociais. Isso porque ao saber do post, na madrugada deste sábado (08), o ator respondeu ao comentário, dispensando o trabalho dela.
 
"Rê (nata) vai pra balada! Não vale a pena trabalhar para alguém assim, contra a vontade! É estranho você aceitar trabalhar para 'macho nojento'. Depõe contra tua integridade. Pode deixar, vou pedir para o meu produtor procurar outra pessoa. Vai se divertir. Obrigado", disparou.


 
Logo depois, o perfil de Renata foi desabilitado. No entanto, a mensagem do ator ainda aparece disponível para visualização. Por conta da repercussão, Ciocler postou três vídeos explicando o ocorrido. Segundo ele, não conhecia Renata e o sócio teria realizado o intermédio do serviço de legendagem. "Me senti no direito de responder e dizer de maneira absolutamente educada que não fazia sentido ela trabalhar infeliz. Não a demiti porque não era minha funcionária e não a prejudiquei porque ela tinha acabado de aceitar o serviço", disse o ator em um dos vídeos.
 
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade