Publicidade

Correio Braziliense

Traquitana Audiovisual, primeiro solo de Craca, funde música e videomapping

O disco é homônimo ao espetáculo em que o artista "toca música e imagens ao vivo", numa performance maximalista. Álbum será lançado e performado em 6 de julho no Brasília Mapping Festival


postado em 21/06/2019 15:24 / atualizado em 21/06/2019 19:00

O músico e artista visual Craca funde as duas linguagens em 'Traquitana Audiovisual'(foto: Autorretrato/Divulgação)
O músico e artista visual Craca funde as duas linguagens em 'Traquitana Audiovisual' (foto: Autorretrato/Divulgação)
 
Em Traquitana audiovisual, primeiro álbum solo de Craca, o músico e artista visual paulistano funde diversos temperos brasileiros e afro-latinos em um caldeirão eletrônico, cozinhados por dispositivos eletrônicos sonoros desenvolvidos pelo próprio artista. A fusão não para por aí: o artista traz o álbum como ponto de partida para um espetáculo audiovisual em que toca músicas e imagens ao vivo.
A capa do disco não deixa a relação entre arte e tecnologia por menos. A arte, produzida pelo próprio artista, foi gerada a partir da associação de duas imagens por um sistema de reconhecimento de padrões semelhantes, sobrepondo o retrato de Craca e a imagem de crustáceos. Os crustáceos, aliás, fazem parte da cosmologia do artista, e são mote para um dos videoclipes do disco, Cefalópode. Já o clipe de Brazuka noir dá uma bela ideia do que esperar do espetáculo ao vivo. 

O show será performado em 6 de julho (sábado), durante o lançamento do álbum, no Brasília Mapping Festival, evento que reúne artistas de projeção mapeada, como faz Craca, no Museu da República. A performance começa às 22h30 na área externa do Museu, com entrada franca. No domingo (7/7), o artista participa ainda de um seminário sobre arte, tecnologia e política. 
 
Traquitana audiovisual (2019), primeiro trabalho solo de craca. Disponível nas plataformas digitais com preço sugerido R$ 0,99 por faixa, no iTunes, e R$ 1,99 no Google Play. (foto: Craca/Divulgação)
Traquitana audiovisual (2019), primeiro trabalho solo de craca. Disponível nas plataformas digitais com preço sugerido R$ 0,99 por faixa, no iTunes, e R$ 1,99 no Google Play. (foto: Craca/Divulgação)
 
  
Assista aos clipes: 
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade