Publicidade

Correio Braziliense

Natiruts retorna à cidade para show no Taguaparque

Além da banda de reggae,o evento traz Hungria, Rael e Viela 17 com convidados


postado em 29/06/2019 06:22

Banda Natiruts chega a Taguatinga com o novo disco I love(foto: Carlos Müller/Divulgação)
Banda Natiruts chega a Taguatinga com o novo disco I love (foto: Carlos Müller/Divulgação)
 

Taguatinga, no fim da tarde de hoje, torna-se a capital da festa. O Taguaparque é o local escolhido para receber atrações que nasceram no Distrito Federal, com a boa energia do reggae e do rap. A banda Natiruts é a atração principal do evento e traz a novidade do disco I love, que não foi planejado para o público. “Entramos no estúdio para gravar uma música e quando nos demos conta, tínhamos um álbum. Tudo muito natural”, conta Luís Maurício, baixista da banda.

O novo disco traz nove canções, com destaque para as participações de Thiaguinho em Serei Luz e Morgan Heritage em I love. A característica musical do grupo de trabalhar com linhas melódicas diferentes acompanhadas do reggae se reforça na nova produção, com arranjos diferentes e solos instrumentais.

“Uma marca da nossa banda é a mistura de estilos com o reggae como fio condutor. Sempre foi assim e isso enriqueceu muito a nossa carreira. Somos convidados para tocar em festivais de diversos estilos, isso mostra a pluralidade do nosso som, o que é muito bom”, conta o baixista.

Além das novidades, os sucessos de 23 anos da Natiruts também marcam presença no show com espaço para músicas como Sorri, sou rei, Me namora, Andei só, Você me encantou demais e Quero ser feliz também. “Temos muito orgulho das nossas canções e do poder de transformação que elas trazem para a vida das pessoas.”

Prata da casa
Outro artista da cidade que se apresenta no evento é o cantor Hungria Hip Hop, que surgiu com composições que traziam a humildade e os sonhos e desejos dos meninos que moram na periferia, principalmente de Brasília. “Elas falam da realidade. Elas são verdade.”

Com músicas conhecidas como Lembranças, Não troco, Dubai e Alma de pipa, o cantor criou um público cativo na capital e conseguiu espalhar o trabalho por todo o país. O garoto sonhador, hoje, consegue viver da música.

“Minhas letras são baseadas nas minhas histórias e de pessoas que vou conhecendo nessa caminhada. Administro com naturalidade, sempre agradecendo a Deus por tudo que tem me dado”, agradece Hungria. O cantor prometeu, ainda, novidades para a apresentação. “Tocar em casa é sempre bom. Cada show traz suas particularidades e esse trará novidades.”

E a festa continua com atrações do Distrito Federal, desta vez com uma turma de convidados puxada pelo grupo de rap Viela 17, um dos precursores do rap nacional. O DJ Raffa Santoro e os rappers X (Câmbio Negro), Markão (Sabotagem) e GOG formam o Hip Hop All Stars DF, que se une ao grupo liderado por Japão (Viela 17) em uma apresentação única.

Com ideologias fortes e consistentes nas composições, defendendo ideais liberais e a causa negra, o cantor Rael chega à capital com as músicas melódicas que fazem sucesso no Brasil. Aurora Boreal, Envolvidão e Ela me faz são canções confirmadas no show.

* Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira




Natiruts — I Love

Taguaparque (EPC, Taguatinga)

Hoje, às 17h. Show do Natiruts com apresentação do disco I love. Hungria, Rael e Viela 17 com convidados também se apresentam no evento. Ingressos a partir de R$ 50 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 16 anos.



Duas perguntas para // Hungria

Você é do meio do hip-hop e vive do rap e do trap. Como você vê esses estilos no cenário atual?
Estamos ganhando cada vez mais espaço na mídia brasileira, as portas estão se abrindo para nossa rapaziada.

Quais são os próximos passos que você projeta para a carreira?
Eu tenho novidades sempre, estou sempre criando e lançando coisas. Agora é trabalhar Um Pedido, que já tem mais de 25 milhões de visualizações no YouTube.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade