Publicidade

Correio Braziliense

Depois do Dream Team do Passinho, Lellê lança carreira solo

Para divulgar a nova fase, a cantora gravou o single 'Mexe a raba', parceria com Rafael Mike, também membro do Dream Team


postado em 13/07/2019 06:05

A artista gravou com o amigo do Dream Team do Passinho Rafael Mike(foto: Toca Produções/Divulgação)
A artista gravou com o amigo do Dream Team do Passinho Rafael Mike (foto: Toca Produções/Divulgação)


A carioca Lellê ficou conhecida no país inteiro como vocalista do Dream Team do Passinho, grupo que fez sucesso a partir de 2013 difundindo a dança popular entre a juventude do Rio de Janeiro. A artista também já atuou como atriz e agora lança carreira solo com o single Mexe a raba, parceria com Rafael Mike, também membro do Dream Team. A faixa ganhou clipe dirigido por Jeff Liblúc, repleto de muita dança em uma celebração da música black.

Mexe a raba é uma música inspirada nos anos 1970 com trap atual. Eu usei muita coisa estética dos anos 1970, as cores e as edições bem como era feito na época”, conta a cantora em entrevista ao Correio. “Eu quis juntar esses dois momentos importantes na música black, o soul e o trap”, pontua. Lellê esteve presente em todo o processo de criação do universo do videoclipe: “A música me deu a possibilidade de escrever roteiro, dirigir junto. Eu sempre tive muita ideia do que eu queria”, diz.
 
 
 
Para a cantora, os dois gêneros musicais escolhidos são representativos para a cultura negra e passaram por processos similares. “Nos anos 1970, a gente tinha uma referência de representatividade, o Soul Train, um programa totalmente preto. Naquela época, aquilo era um posicionamento político, as pessoas que estavam ali não estavam só porque era maneiro”, explica Lellê. “Acredito que o trap atualmente seja isso também. Como é uma novidade, gera estranhamento, porque é novo. Juntei duas músicas sem muita aceitação quando surgiram.”

Outro ponto importante na produção é a equipe, composta majoritariamente por pessoas negras. “Queria as pessoas ali se sentindo representadas e vivendo aquele momento. Me deixa muito feliz trazer os nossos para perto”, ressalta Lellê. Para a cantora, foi essencial dividir os vocais da canção com um ex-colega de grupo depois de todo o apoio que os integrantes do Dream Team deram nesta nova fase: “Esse ciclo se fechou da forma mais linda e agora todos estão livres para fazer coisas de que gostam”, diz.

Futuro


O primeiro álbum tem previsão de sair ainda este ano. Lellê vai abrir o Palco Sunset do Rock in Rio 2019 com a primeira apresentação do festival. Também será possível acompanhar Lellê na nova temporada de Autênticas, do GNT, ao lado de Luisa Sonza, Pabllo Vittar e Lexa. “Eu acho que esse reality traz humanidade para o artista. Ele mostra que existe um processo, que não são tudo flores”, explica Lellê.

*Estagiária sob supervisão de Igor Silveira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade