Publicidade

Correio Braziliense

Cantor Targino Gondim se apresenta em Brasília neste fim de semana

Famoso pelos clássico 'Esperando na janela', artista fará shows em festas julinas em Ceilândia, Gama e Guará


postado em 19/07/2019 15:54 / atualizado em 19/07/2019 15:56

Targino Gondim se apresenta em Brasília (foto: Paulo Gondim/Divulgação)
Targino Gondim se apresenta em Brasília (foto: Paulo Gondim/Divulgação)

Targino Gondim, compositor e cantor de sucessos como Esperando na janela, Fingindo que não tá e Pra se aninhar chega à capital neste fim de semana. O gigante do forró brasileiro vai agitar as festas julinas de Brasília com muito xote. 
 
Em entrevista ao Correio, Targino contou que está com boas expectativas para o show em Brasília. "Eu toquei muito pouco aqui. A minha primeira vinda a Brasília foi em 2001, no Teatro Nacional,  quando participei de um show com Elba Ramalho, Zeca Baleiro e Chico César, e eu gostei muito de ter vindo. Pretendo vir mais aqui para o DF, marcar mais presença aqui", disse. 
 
Além de xotes famosos e clássicos juninos, o cantor irá apresentar músicas do projeto Targina sem limites. Nascido em 2018, o projeto tem como objetivo mostrar que as músicas dele, de Luiz Gonzaga, de Dominguinhos, e outros artistas de baião, não têm limites e barreiras. "O nosso forró não tem que estar preso apenas à época junina e à zona rural. Esse projeto veio comigo para mostrar que o forró que eu faço é "old music", é música do mundo", afirmou o artista. 
 
Na iniciativa, estão presentes músicas do cantor com Zeca Baleiro, Carlinhos Brown, Bell Marques e Ivete Sangalo. Além disso, Targino Gondim ainda vai produzir músicas com Fagner, Gilberto Gil e BaianaSystem para levar pelo Brasil com o projeto. 
 
Para o cantor, propagar o forró pelo Brasil e pelo mundo é muito importante. "O forró de Luiz Gonzaga junto com o samba de Dorival Caymmi na década de 1960 mudaram totalmente a história da música brasileira. A partir da chegada deles no Sudeste eles adentraram no mercado e nos ouvidos dos brasileiros. Ali sim o Brasil começou a produzir músicas genuinamente brasileiras. E eu, como seguidor de Luiz Gonzaga, e vivendo no momento atual, tenho que estar propagando e cultivando o forró", declarou. 
 
Forrozeiro e empreendedor 

O artista trabalhou nos palcos e atrás deles. Targino criou o inovador Festival Internacional da Sanfona (Juazeiro-BA), que já é o maior evento de acordeon da América Latina, e traz para o Brasil sanfoneiros da Ucrânia, da Itália, do Japão, da França, dos Estados Unidos e da Argentina, para tocar com todos os grandes sanfoneiros brasileiros. 

"Esse meu lado empreendedor começou porque eu tenho um espírito inquieto. Eu não fico parado, gosto de estar sempre produzindo, sempre criando não apenas músicas, compondo canções e criando situações. Eu vi a necessidade de que a sanfona precisava ser mais bem-vista e reconhecida no brasil, e criei o festival", confessa.  

O cantor também comanda o Festival de Forró da Chapada (Mucugê-BA), Conecta Chapada (Andaraí-BA), e Festival de Forró de Itacaré (Itacaré-BA) e lançou a série Sou o São João, pelo Canal Futura. 

Em sua trajetória, que já está com mais de 20 anos, recebeu um Grammy em 2001, em 2009 com o projeto Canções de Luiz, ganhou o prêmio de Melhor Cantor no 21º Prêmio da Música Brasileira 2010 (antigo Prêmio Tim de Música). Em 2015, com uma música de sua autoria em homenagem ao papa, O Papa Francisco, recebeu uma carta de agradecimento do Pontífice.

Serviço

Arraiá do Telebar, com show de Targino Gondim (Setor M, EQNM 2/4, Ceilândia, (61) 98266-7321) 
Sexta (19/7), às 21h. Bandas de abertura: Rasga Calcinha e Sakaninha. Ingressos: R$25 (masculino) e R$ 20 (feminino). Não recomendado para menores de 16 anos. 

Arraiá do Brasa, com show de Targino Gondim (Ponte Alta Norte, Núcleo Rural 5, Gama (61) 98266-7321)
Sábado (20/7), às 20h. Bandas de abertura: Rasga Calcinha, Diego Barão e Xote Livre. Ingressos: R$ 25. Não recomendado para menores de 16 anos.

Arraiá do Altas Horas, com show de Targino Gondim (Guará II QE 25 (61) 98266-7321) 
Domingo (21/7), às 20h. Bandas de abertura: Rasga Calcinha e Sakaninha. Ingressos: R$25 (masculino) e R$ 20 (feminino). Não recomendado para menores de 16 anos.
 
*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade