Publicidade

Correio Braziliense

Brasiliense Adriano Guimarães é indicado ao Prêmio Shell de Teatro

O dramaturgo está concorrendo na categoria direção pelo espetáculo 'A Ponte'


postado em 23/07/2019 16:41 / atualizado em 23/07/2019 16:41

Espetáculo é dirigido pelo brasiliense Adriano Guimarães (foto: 'A Ponte'/Divulgação)
Espetáculo é dirigido pelo brasiliense Adriano Guimarães (foto: 'A Ponte'/Divulgação)

 

O brasiliense Adriano Guimarães foi indicado ao 32° Prêmio Shell de Teatro de São Paulo na categoria direção pelo espetáculo A ponte.

 

A peça fala sobre a relação de três irmãs, separadas durante a vida, que se juntam para enfrentar a morte inesperada da mãe. Louise, Teresa e Agnes têm personalidades muito diferentes e, no reencontro, irão rever valores, crenças e diferenças em busca da possível reconciliação da família, há muito tempo fragmentada.

 

O júri do prêmio é formado por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Ferdinando Martins.

 

Confira os indicados do primeiro semestre ao 32º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo: 

 

Dramaturgia

Newton Moreno por As cangaceiras guerreiras do Sertão 

Eloisa Elena por Entre

 

Direção

Daniela Thomas por Mãe coragem

Adriano Guimarães por A ponte

 

Ator

Luis Miranda por O mistério de Irma Vap

Rogério Brito por Ricardo III ou cenas da vida de Meierhold

 

Atriz

Bete Coelho por Mãe coragem

Tania Bondezan por A golondrina

 

Cenário

Daniela Thomas e Felipe Tassara por Fim

Guilherme Luigi por Apenas o fim do mundo

 

Figurino

Karen Brusttolin por O mistério de Irma Vap

João Pimenta por Noite

 

Iluminação

Cesar Pivetti por O mistério de Irma Vap

Wagner Freire por A desumanização

 

Música

Felipe Antunes por Mãe coragem

Meno Del Picchia por (In) justiça

 

Inovação

Coletivo Estopô Balaio pelo trabalho desenvolvido no Jardim Romano, que valoriza a memória do migrante através de Cidade dos rios invisíveis.

Coletivo Negro pela montagem do clássico Gota d’água sob a ótica da cultura negra.

 

O vencedor de cada categoria irá receber uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil.

 

Em dezembro, serão anunciados os nomes do segundo semestre, que fecham a lista dos melhores de 2019.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade