Diversão e Arte

Após mordida de gato e infecção, atriz Daniela Escobar quase perde a mão

Pelas redes sociais, Daniela contou os momentos de sufoco depois do incidente

postado em 31/07/2019 21:39
foto dividida com Daniela em pé e outra sua mão inchada -  (foto: Reprodução/Instagram)
foto dividida com Daniela em pé e outra sua mão inchada - (foto: Reprodução/Instagram)
Instagram de Daniela EscobarA atriz Daniela Escobar passou por um momento delicado depois de ter sido mordida pelo gato de estimação. Pelo Instagram, a Daniela explicou que contraiu uma bactéria da saliva do animal, o que acarreta paralisia, inchaço e muita dor.

O acidente, de acordo com a atriz, ocorreu após um momento de descontração com o pet: "Meu gato que já tem 5 anos e é a mais dócil das criaturas, dormia profundamente embaixo da mesa quando inventei de fazer um carinho na cabecinha dele. Num susto e reflexo muito rápido mordeu minha mão".
[VIDEO1]

Daniela também explicou no post que os resultados da contaminação pela bactéria poderiam ter sido uma tragédia: ;Pra ser objetiva a saliva dos gatos (saudáveis e vacinados como os meus) solta uma bactéria que em horas vai paralisando seus dedos até ficarem roxos, dá gangrena e é necessário amputar os dedos e até a mão, se não medicar com antibióticos fortíssimos imediatamente;.

Com muita dor, a atriz ainda declarou que passou por maus bocados na recuperação do post: ;Minha mão doía de chorar, em 24hs meus dedos estavam duros e não mexiam, foram quatro dias de injeções, hospital, e muita meditação porque nem fechar o botão das calças eu conseguia sozinha, porque foi justo na mão direita. Eu vomitava o antibiótico porque não estou acostumada a tomá-los. Então precisava ser injeção. E a mordidinha foi quase nada;.

Em conclusão, a atriz lembrou que já se recupera do incidente, e que o caso fica de lição para maiores cuidados com os animaizinhos. "Ainda estou sob a medição que precisa ser por 10 dias. Os movimentos já estão quase restaurados mas a mão ainda dói. Coisas da vida pra nos fazer ficar longe do telefone, foi minha conclusão".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação