Publicidade

Correio Braziliense

Projeto 'Brasília patrimônio vivo' celebra o Dia do Patrimônio Histórico

Museu Vivo da História Candanga será palco do evento que ocorre na manhã desta sexta-feira (16/8)


postado em 15/08/2019 15:38 / atualizado em 15/08/2019 15:38

Evento está marcado para sexta-feira (16/8)(foto: Wanderlei Pozzembom/CB/D.A Press)
Evento está marcado para sexta-feira (16/8) (foto: Wanderlei Pozzembom/CB/D.A Press)

 

Nesta sexta-feira (16/8), Dia Nacional do Patrimônio Histórico, o Instituto Federal de Brasilia (IFB) de Samambaia, em parceria com o Museu Vivo da Memória Candanga e o Coletivo Cinema Urbana/UnB, irá promover o evento Brasília patrimônio vivo.

 

O acervo do museu é composto por peças, objetos e fotos da época da construção da capital e é exposto na exposição permanente Poeira, lona e concreto. Ela narra a história de Brasília desde o começo até a inauguração em 1960. 

 

Uma visita guiada pelos espaços expositivos do museu abre a programação do evento, às 9h. Em seguida, haverá uma palestra do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a exibição dos curtas Brasília ano 10, dirigido por Geraldo Sobral Rocha, e O homem que não cabia em Brasília, sob direção de Gustavo Menezes. 

 

Às 11h10, Maria do Cerrado homenageia o pajé Zé Ramalho da Vila Planalto em uma palestra sobre o patrimônio humano. O encerramento da manhã cultural está marcado para às 12h, com uma degustação do menu de comida do cerrado. 

 

O evento conta ainda com a apresentação dos resultados das oficinas de costura criativa, tecelagem e artesanato. 

 

Serviço:

 

Projeto Brasilia patrimonio vivo 

Museu Vivo da História Candanga (Epia Sul, lt D) 

16 de agosto, das 9h às 12h

Aberto a toda comunidade 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade