Publicidade

Correio Braziliense

George R. R. Martin revela que GoT atrapalhou o desenvolvimento dos livros

Em entrevista ao britânico 'The Observer', o escritor contou que o seriado atrasou o processo seu processo criativo


postado em 19/08/2019 10:16 / atualizado em 19/08/2019 10:16

George R. R. Martin está finalizando 'Os ventos do inverno' e ainda tem que escrever 'Um sonho de primaveira'(foto: AFP PHOTO/VALERIE MACON)
George R. R. Martin está finalizando 'Os ventos do inverno' e ainda tem que escrever 'Um sonho de primaveira' (foto: AFP PHOTO/VALERIE MACON)
A aclamada série de televisão Game of thrones terminou. No entanto, ainda há muita expectativa em relação aos livros que deram origem ao show, As crônicas de gelo e fogo, de George R. R. Martin. Com cinco livros já publicados, ainda restam dois a chegarem às prateleiras para, enfim, a saga fantasiosa ser finalizada.

Em recente, e rara, entrevista ao The Observer, Martin revelou que está mais ocupado do que jamais estivera. Afinal, a cobrança e expectativa sobre Os ventos do inverno e Um sonho de primavera são enormes. Além de também trabalhar em projetos de spin-offs do universo criado por ele. "Eu preciso de mais horas no dia, mais dias na semana e mais meses no ano, porque o tempo parece passar muito rápido", admitiu o autor na entrevista. 

George R. R. Martin conta que, graças ao fim da série, a pressão foi aliviada. Mas confessa que o programa o atrapalhou um pouco o processo de criação dos livros. "Eu não acho que (o seriado) foi muito bom para mim, porque o que deveria ter me acelerado, na verdade, me atrasou. Todos os dias eu me sentava para escrever e, mesmo se tivesse um dia bom — um dia bom para mim é de três ou quatro páginas — eu me sentiria péssimo porque pensava: 'Meu Deus, eu tenho que terminar o livro. Eu só escrevi quatro páginas quando deveria ter escrito 40'. Mas terminar o seriado foi libertador, porque estou no meu próprio ritmo agora. Eu tenho bons dias e dias ruins, mas o estresse é muito menor, embora ainda esteja lá...", revela.

O escritor também diz que se absteve de fóruns e discussões na internet que têm como foco teorias sobre o universo das Crônicas de gelo e fogo. "No começou eu estava lisonjeado e ia em fóruns e pensava: 'Ah, isso é legal, eles estão realmente animados'. Mas, então, comecei a pensar: 'Não, eu realmente deveria evitar. Eu não gosto do fato de que algumas pessoas descobriram coisas que estão corretas e outras descobriram coisas que estão erradas, mas que podem me influenciar também'. Então me retirei de tudo isso e deixo os fãs terem suas teorias, algumas estão corretas e outras erradas. Eles descobrirão quando eu terminar", conta.

Os ventos do inverno e Um sonho de primavera ainda não tem previsão de lançamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade