Publicidade

Correio Braziliense

Ex-Casseta e autor de Malhação brigam na internet por causa de política

Em tom agressivo, sobrou até xingamentos, inclusive à mãe, na discussão


postado em 21/08/2019 11:12 / atualizado em 21/08/2019 11:13

(foto: Luiza Dantas/Carta Z Notícias e GutoCosta/Multishow)
(foto: Luiza Dantas/Carta Z Notícias e GutoCosta/Multishow)
 
O humorista ex-Casseta & Planeta Cláudio Manoel e o autor da atual temporada de Malhação, Emanoel Jacobina, trocaram farpas e bateram boca nas redes sociais, na segunda-feira (19/8), por causa de discordância política. Em tom agressivo, sobrou até xingamentos, inclusive à mãe, na discussão.  

Tudo começou quando Jacobina fez uma reflexão no Facebook sobre a situação política brasileira. "É muita escr...! 56 milhões de indivíduos terem votado em um miliciano, envolvido até o talo com tráfico, corrupção e defensor da tortura e de torturadores, desespera qualquer um (...) Houve também uma falta de vontade dos democratas de forjarem uma unidade para se contrapor a esse deliberado projeto de desmonte do nosso país. E, sim, concordamos, está mais claro agora quem somos e o que ser brasileiro tem de pior", diz trechos da publicação.

Cláudio Manoel então responde nos comentários discordando do então amigo. "Os 56 milhões sempre estiveram aí. Votando em Lula, em Dilma e em Bolsonaro. Não foram 'trocados', têm seus motivos e nosso distanciamento", disse o humorista. 

Jacobina, então, acusa Manoel. "Você apenas se tornou um reacionário. Não se sinta ofendido, é apenas uma constatação". Irritado, o humorista eleva o tom da discussão. "Pena que você tenha ficado tão raso e agressor (...) E eu me sinto ofendido sim (...) E já que fomos íntimos um dia, o mínimo de reciprocidade: reacionário é o c* da sua mãe. Sem ofensas", escreveu. 

Daí em diante, a discussão vira um bate boca de vez e os dois passaram a trocar acusações. "Reacionário, indiferente à tortura e grosso. Minha mãe não tem nada a ver com isso". Cláudio Manoel responde em seguida. "Indiferente à tortura é a p**a que o pariu. Ser grosso é atacar quem nunca te atacou. Antes de falar qualquer absurdo bote a mão na consciência". Jacobina encerrar o assunto chamando o ex-Casseta de "reacionário, grosso e histérico". Os comentários na postagem foram apagados. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade