Publicidade

Correio Braziliense

Morre atriz e escritora Fernanda Young, aos 49 anos

Fernanda Young é autora de livros e séries, como 'Os normais' e 'Shippados'


postado em 25/08/2019 11:14 / atualizado em 25/08/2019 13:08

Fernanda Young teve uma parada cardíaca após uma crise de asma(foto: Marcio Nunes/ TV Globo)
Fernanda Young teve uma parada cardíaca após uma crise de asma (foto: Marcio Nunes/ TV Globo)


A escritora e atriz Fernanda Young morreu neste domingo (25/8), aos 49 anos. Segundo informações da Globo News, Fernanda estava no sítio da família, no interior de Minas Gerais, quando teve uma crise de asma seguida de parada cardíaca. O enterro de Fernanda Young deve ser ainda neste domingo, em São Paulo.

Ao lado do marido Alexandre Machado, Fernanda escreveu a série de sucesso Os normais, estrelada por Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães. Ela também é autora de Shippados, série disponibilizada no GloboPlay.

Atualmente, ela ensaiava para estrear em setembro o espetáculo Ainda nada de novo. No Instagram, ela postou uma foto no sábado (24/8) em que estudava o texto da peça.

Fernanda também era apresentadora e entrevistadora e esteve à frente de produções, como Saia justa, Irritando Fernanda Young e Confissões do apocalipse.
 
Ver galeria . 4 Fotos Ao lado de Marisa Orth, no programa Confissões do Apocalipse. Foto: Márcia Alves/ GNT
Ao lado de Marisa Orth, no programa Confissões do Apocalipse. Foto: Márcia Alves/ GNT (foto: )
 

Fernanda nasceu em Niterói (RJ) e se formou em letras. Entre seus mais de 15 livros, figuram sucessos como Estragos e A mão esquerda de Vênus.
 
 
Nas redes sociais, colegas e amigos de Fernanda Young lamentaram a morte da escritora.
 
Walcyr Carrasco escreveu que ela era uma "menina talentosa, de humor ácido e de tantos trabalhos excepcionais como escritora, roteirista, atriz, apresentadora, entre outros". 
 
 
 
A política Manuela D'Ávila disse que "sempre quis ter um pouco do talento, graça, rebeldia e liberdade que ela me transmitia". 
 
 
 
O humorista Hélio De la Peña se disse "chocado" com a morte de Fernanda, definida por ele como "escritora talentosa, polêmica, divertida, autora (com seu marido Alexandre Machado) da melhor série brasileira até hoje, Os Normais, entre outros trabalhos. Uma pessoa bacana a menos no Brasil."
 
 
 
Fábio Porchat lembrou o unício da carreira, em Os normais: "Posso dizer que com Os Normais minha carreira meio que começou. Obrigado Fernanda Young por colocar num papel toda sua maluquice! Meu abraço pra família e para os amigos".
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade