Publicidade

Correio Braziliense

Festival de Veneza começa nesta quarta-feira com grandes estreias

'Ad astra - Rumo às estrelas' e 'A lavanderia' estão entre os indicados ao Leão de Ouro


postado em 28/08/2019 12:41 / atualizado em 28/08/2019 12:47

Brad Pitt é a estrela do filme 'Ad astra', um dos cotados ao grande prêmio do festival(foto: YouTube/Reprodução)
Brad Pitt é a estrela do filme 'Ad astra', um dos cotados ao grande prêmio do festival (foto: YouTube/Reprodução)

Começa nesta quarta-feira (28/8), o festival de cinema mais antigo do mundo, o Festival de Veneza. Apesar da longevidade, o evento é questionado por conta de apenas duas diretoras mulheres estarem na disputa pelo Leão de Ouro, principal premiação. Além disso, um dos filmes que será apresentado foi dirigido por Roman Polanski, expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas depois de violar um código de conduta por conta das acusações de assédio e agressão sexual.  

Mesmo assim, o festival ainda é uma espécie de termômetro para os indicados ao maior prêmio do cinema, o Oscar. A expectativa deste ano gira em torno de filmes como a versão do Coringa de Joaquin Phoenix; A odisséia espacial protagonizada por Brad Pitt, Ad astra — Rumo às estrelas; A lavanderia, com a estrela hollywoodiana Meryl Streep; e História de um casamento, com Scarlett Johansson.

Há controvérsias também em relação ao festival ter premiado no último ano produções feitas para o streaming, quando Roma, de Alfonso Cuarón foi o grande vencedor. A Netflix volta nesta edição com três produções, A lavanderia, História de um casamento e O rei
 

Brasil no Festival de Veneza 

Apesar do Brasil não ter produções concorrendo na categoria principal, em Wasp network, de Olivier Assayas, é possível prestigiar Wagner Moura, que faz parte do elenco, e no filme Ad astra, Rodrigo Teixeira atuou como coprodutor.

O documentário Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou, sobre Hector Babenco, é uma produção nacional que participa de uma das mostras paralelas do festival. Além do documentário, o curta A linha, de Ricardo Laganaro, também participa de uma das mostras do Festival de Veneza.

A 76ª edição do Festival de Veneza começa nesta quarta-feira (28/8) e vai até o dia 7 de setembro, no Palazzio del Cinema, em Veneza na Itália.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade