Publicidade

Correio Braziliense

Fusão de ritmos é marca do PK

Destaque na cena do funk, PK diz que está no auge do ecletismo


postado em 10/09/2019 06:30 / atualizado em 10/09/2019 18:56

PK é um dos destaques da cena atual do funk: ele chegou a cursar psicologia, mas a música era mais forte (foto: Letras/Reprodução)
PK é um dos destaques da cena atual do funk: ele chegou a cursar psicologia, mas a música era mais forte (foto: Letras/Reprodução)

 

Nome de ascensão na cena do funk e do rap nacional, PK é destaque por misturar os dois gêneros em suas composições. O carioca Pedro Henrique Bendia, mais conhecido como PK, é influenciado pelos ritmos desde a infância, e o nome artístico é derivado de um apelido que recebeu entre os amigos, devido as habilidades de rimar. 

Em 2013, o cantor participou da Batalha do Real, primeiro duelo brasileiro de rima entre MCs, evento marcado pelos Arcos da Lapa como cenário. O MC saiu campeão e três anos após a performance, montou o grupo Class A, em parceria com Igor Adamovich e Oik. “A batalha do Real foi importantíssima para minha formação como rimador, é uma das batalhas mais tradicionais e antigas do Brasil, com certeza aprendi muita coisa ali”, conta PK ao Correio. 

Agora, em carreira solo, o rapper mescla os beats do funk com o rap para fazer uma batida própria. “Além de gostar de escutar de tudo, estou no auge de ser eclético. Gosto muito de explorar elementos diferentes e colocá-los em uma única música; dá um ar de inovação, sempre surpreende”, pontua.

PK também transita entre outros estilos musicais. Recentemente, lançou uma parceria com o cantor Belo e outra com a cantora Ludmilla. “São dois artistas incríveis, sempre fui fã, os dois têm vínculo com meu escritório, o que facilitou o contato. Mostramos as músicas e eles toparam na mesma hora, tive a honra de lançar single com os dois e hoje os considero meus amigos”, conta.

Com propostas diferentes, o MC transita entre os ritmos. Em março, PK explodiu com o funk Quando a vontade bater, que, atualmente, carrega mais de 100 milhões de reproduções em áudio e vídeo. Além disso, a faixa rendeu o primeiro prêmio de Platina Triplo para a carreira. 

“Quando a Vontade Bater foi essencial para mim, talvez a mais importante da minha carreira até o momento. Ela tem me levado a lugares que eu ainda não tinha ido, fez muita coisa mudar. E assim como todas as minhas outras músicas, que escrevi”, relembra o cantor.

Outras parcerias estão presentes: Meu mundo, com WCnoBEAT, MC Cabelinho, MC hariel e Orochi; Como ela vem , do Papatinho, com Luccas Carlos, Xamã e Orochi; e Também quero com a cantora Clau. Confirmam este novo momento do cantor.

Apaixonado por música e compositor das próprias canções, PK lançou em agosto o primeiro EP composto de quatro novas faixas e com a participação de nomes como Ludmilla, Kevin O Chris, DJ Pedro Henrique e DJ Tubarão. Intitulado ImPKvel, fazendo referência à característica e ao nome dele, o trabalho marca a carreira do carioca que conta com um crescimento expressivo na internet.

No mais, para quem não sabe, PK é encantado por futebol — e pelo Flamengo — e cursou psicologia na Uerj durante três semestres, até decidir se dedicar totalmente a música. “Já quis fazer sucesso no mundo do futebol também. Mas sempre me imaginei tipo um rockstar”, brinca PK.

Ser psicólogo nunca foi o sonho de PK. “Foi na Uerj, fiquei 3 semestres, mas só passei pra dar orgulho pros meus pais e meu avô, sabia lá no fundo que não iria concluí-la, a paixão pela música era maior”, afirma.

Atualmente, PK é um dos nomes promissores no mundo do funk. “Sempre sonhei com isso, mas sentir na pele é outra coisa. Tudo que eu faço, eu fico imaginando ‘essa vai explodir tudo’, porque o máximo que pode acontecer com quem sonha grande é realizar um grande sonho”, completa. 

Em meio às misturas do som de PK, o cantor promete novidades. “ Já tenho coisas engatilhadas, feats com grandes artistas do país e até o final do ano pretendo soltar mais 1 ou 2 traps”, finaliza. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade