Publicidade

Correio Braziliense

Palhaço do filme 'It' aparece em ponto de ônibus no interior de Minas e vir

Pennywise, protagonista do filme de terror de maior bilheteria da história, resolveu dar as caras em Montes Claros


postado em 14/09/2019 09:58

"It mineiro" em ponto de ônibus em Montes Claros (foto: Reprodução / Facebook / facebook.com/diariosdeumrodrigo)
O que você faria se, no meio da noite, desse de cara com o palhaço do filme 'It' sentado em um ponto de ônibus? Quem circulou por Montes Claros, Norte de Minas, na noite de 7 de setembro esteve perto de viver essa situação.

Toda a história aconteceu porque o professor de artes e ator Rodrigo Jhosé, natural de Porteirinha, resolveu ir ao cinema vestido de um jeito 'diferente'.

Pennywise, o palhaço que carrega um balão vermelho, é o personagem principal do filme 'It - Capítulo II', que está em cartaz nas salas de cinema do Brasil. O primeiro filme da saga, 'It - A Coisa', de 2017, é a maior bilheteria de filmes de terror de todos os tempos.

A caracterização foi preparada pelo professor para ficar o mais parecida possível com o icônico personagem dos filmes. "Comprei alguns itens da roupa pela internet, mas, quando chegaram, vi que não estavam muito legais. Fiz alguns ajustes, comprei mais alguns materiais e tentei fazer o mais parecido com o Pennywise", contou ao Estado de Minas.

Em sua página no Facebook, "Diários de um Rodrigo", ele conta acontecimentos de sua vida, sempre com uma pitada de humor e ficcção. Segundo Rodrigo, mesmo sendo um personagem na página, os posts têm relação com a rotina que leva como professor.

A saga do It mineiro


O 'It de Montes Claros' ficou esperando por um ônibus por bastante tempo. Os motoristas, amedrontados, passaram direto por ele. Por um aplicativo de transporte, o palhaço tentou solicitar um carro para voltar para casa. Só conseguiu da segunda vez. "Para o primeiro, esqueci de avisar que estaria fantasiado e ele deu uma arrancada forte. Foi embora quando acenei pra ele", diz no post.



A viagem com o segundo carro foi peculiar. Com poucas palavras trocadas entre passageiro e motorista, a corrida quase acabou saindo de graça.

Em certo momento, o motorista perguntou se o ar-condicionado estava agradável.

O macabro passageiro respondeu que, de onde ele veio, era bastante quente, o que deixou o motorista apavorado. No final da corrida, o palhaço teve que deixar o pagamento no banco do passageiro, porque o motorista se recusava a receber a quantia.

"Ainda colocando a chave na fechadura eu escutava ele falando de dentro do carro: - vai quebrando, Senhor, toda maldição e feitiçaria", finaliza o personagem de Rodrigo.

Apesar da história assustadora, Rodrigo Jhosé conta que o clima dentro do shopping foi agradável. "Fiquei perto do cartaz do filme. Mesmo aqueles que estavam com medo, se aproximavam e pediam fotos".

Um fato curioso nas dependências do shopping arrancou risadas do ator. Ainda caracterizado de Pennywise, ele foi ao banheiro para lavar o rosto e tomar água, aliviando o incômodo da máscara de borracha. Quando saiu, avistou um grupo de adolescentes ao final do corredor.

"Elas me viram e pararam. Eu as vi e também parei. Houve um momento de tensão mútua, não queria fazer nenhum movimento que as assustasse". O bizarro palhaço deu dois passos para trás, e o grupo de meninas correu, gritando pelo cinema.

Apesar do susto no corredor do banheiro de shopping, as garotas pediram a Rodrigo por uma foto, momentos depois do encontro inusitado.

A publicação do professor no Facebook já alcançou 138 mil curtidas e mais de 90 mil compartilhamentos.

* Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade