Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 67 anos, o cantor português Roberto Leal

Ele estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo, desde o último dia 10


postado em 15/09/2019 10:01 / atualizado em 15/09/2019 15:09

(foto: Facebook/Reprodução)
(foto: Facebook/Reprodução)
O cantor português Roberto Leal morreu na madrugada deste domingo (15/9), aos 67 anos. O artista estava internado desde 10 de setembro em São Paulo, no Hospital Samaritano, que confirmou o falecimento ao Correio.

Segundo a assessoria de Leal, o cantor teve complicações de um melanoma maligno que evoluiu, atingindo o fígado e causando síndrome de insuficiência hepato-renal. Ele tratava do câncer de pele havia três anos.

O corpo de Roberto Leal será velado das 7h às 14h desta segunda-feira (16/9) na Casa Portugal, no centro de São Paulo. Às 15h será o enterro no Cemitério de Congonhas. O cantor deixa esposa e três filhos.

Neste ano em entrevista à Veruska Boechat, no programa Aqui na Band, falou sobre a morte. "Você estar na beira de partir desse mundo, você quer ficar mais um pouquinho. E quer ficar mais por quê? Para ver crescer suas netas, para ver a vitória de seus filhos, deixar sua companheira em paz", disse, de forma emocionada, sobre não querer se entregar para a doença. O cantor deixa a esposa e três filhos.

De Macedo de Cavaleiros, em Portugal, Roberto Leal chegou ao Brasil com 11 anos. Nos anos 1970 fez sucesso no país com o hit Arrebita após aparecer no programa Discoteca do Chacrinha. Ao longo da carreira, sempre valorizou a música portuguesa, cantando fados e músicas em que misturava ritmos brasileiros e lusitanos. De 1973 a 2006, lançou um disco por ano.

Bate o pé, de Roberto Leal


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade